PLACAR

Iga reduz diferença para Sabalenka, Samsonova sobe

Foto: China Open

Miami (EUA) – Campeã do WTA 1000 de Pequim no último domingo, Iga Swiatek diminuiu de forma significativa a diferença para Aryna Sabalenka na disputa pela liderança do ranking. Antes do torneio, as números 1 e 2 do mundo estavam separadas por 1.071 pontos. Agora, a distância é de apenas 630.

Enquanto a polonesa comemorou seu quinto título na temporada e o 16º na carreira, a bielorrussa parou nas quartas na China. Elas só voltam a jogar no WTA Finals, que começa daqui a três semanas, em Cancún. O torneio entre as oito melhores da temporada dá até 1.500 pontos, caso uma jogadora seja campeã de forma invicta.

Não houve mudanças nas posições do top 10, as norte-americanas Coco Gauff e Jessica Pegula são as números 3 e 4 do ranking. A cazaque Elena Rybakina está em quinto lugar, seguida pela grega Maria Sakkari. Logo depois está a tunisiana Ons Jabeur e as tchecas Marketa Vondrousova e Karolina Muchova, enquanto a francesa Caroline Garcia fecha o top 10.

Finalista em Pequim, a russa Liudmila Samsonova ganhou seis posições e assumiu o 16º lugar. Ela está mais próxima da melhor marca da carreira, a 12ª colocação. Uma das tenistas ultrapassadas por Samsonova foi a brasileira Beatriz Haddad Maia, agora 20ª do mundo. Também no top 20, a letã Jelena Ostapenko ultrapassou quatro concorrentes e assumiu o 13º lugar. Já a tcheca Barbora Krejcikova, que tinha pontos do WTA de Ostrava do ano passado a defender, perdeu seis posições e agora é a 18ª.

A norte-americana Sofia Kenin ganhou uma posição e voltou ao top 30 pela primeira vez desde janeiro do ano passado. Já a jovem russa de 16 anos Mirra Andreeva ultrapassou dez concorrentes e debutou no top 50, depois de chegar às oitavas em Pequim. Em contrapartida, a norte-americana Alycia Parks perdeu dez posições e agora é a 53ª colocada.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE