PLACAR

Iga cede só um game e volta a superar Collins

Foto: Western & Southern Open

Cincinnati (EUA) – Cinco dias depois de protagonizarem um jogo duríssimo e com 2h20 de duração pelas quartas de final em Montréal, Iga Swiatek e Danielle Collins voltaram a se enfrentar nesta quarta-feira pelo WTA 1000 de Cincinnati. Com as condições mais rápidas, à maneira como a número 1 do mundo se sente mais confortável, o confronto foi muito mais tranquilo para a polonesa, que marcou 6/1 e 6/0 em apenas 59 minutos de partida.

Esta foi a 51ª vitória na temporada para Swiatek, que já conquistou quatro títulos em 2023, em Doha, Stuttgart, Roland Garros e Varsóvia. A polonesa de 22 anos enfrenta nas oitavas de final a vencedora do duelo entre Venus Williams e Qinwen Zheng. Ela ainda não enfrentou Venus no circuito profissional e venceu os três jogos que fez contra a chinesa.

“Eu senti ontem, no meu primeiro treino nessa quadra, que as condições aqui são um pouco diferentes. Não penso tanto no placar, mas sim que eu consigo ajustar melhor o meu jogo a essas condições”, disse Swiatek na entrevista em quadra. “Sinto que fui muito sólida, cometi poucos erros, e pude jogar da maneira como eu venho treinando e me sinto confortável”.

É certo que Swiatek será a principal cabeça de chave do US Open, onde tentará defender o título conquistado na última temporada. Diferente do que aconteceu na semana passada no Canadá, a polonesa não tem a liderança do ranking ameaçada nesta semana em Cincinnati. Isso porque Aryna Sabalenka, número 2 do mundo, foi semifinalista no ano passado e tem 350 pontos a defender.

Swiatek não permitiu a Collins confirmar nenhum game de saque na partida desta quarta-feira. A polonesa colocou pressão constante sobre o serviço da norte-americana e dominava os ralis do fundo de quadra, definindo os pontos com poucas trocas de bola. Na primeira parcial, cada jogadora fez 7 winners, mas Collins cometeu 15 erros contra apenas 5 da líder do ranking, além de ter feito cinco duplas faltas.

Depois de ter sofrido uma quebra no set inicial, a número 1 do mundo foi ainda mais dominante na parcial seguinte, enfrentando apenas mais um break-point. Ela conseguiu três novas quebras de serviço e aplicou mais um ‘pneu’ na temporada. Swiatek fez 17 a 10 nos winners, cometeu 10 erros contra 25, e conseguiu sete quebras de serviço na rápida partida.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE