PLACAR

Hsieh fecha Australian Open perfeito com título ao lado de Mertens

Elise Mertens e Su-Wei Hsieh (Foto: Paul Zimmer/ITF)

Melbourne (Austrália) – Dois dias depois de conquistar o título de duplas mistas no Australian Open, Su-Wei Hsieh comemorou também a conquista nas duplas femininas. A experiente taiwanesa de 38 anos se juntou à belga Elise Mertens e comemorou a vitória sobre a ucraniana Lyudmyla Kichenok e a letã Jelena Ostapenko por 6/1 e 7/5.

Este é o segundo Grand Slam que Mertens e Hsieh conquistam juntas, repetindo o feito na grama de Wimbledon em 2021. Para a taiwanesa é o sétimo Grand Slam da carreira em duplas femininas. Somando também o título de mistas, com o polonês Jan Zielinski, ela chega a oito conquistas em Slam. A última mulher a vencer as duas chaves em Melbourne foi Rennae Stubbs em 2000. Já para a belga, é o quarto título e o segundo na Austrália. Três anos atrás, ela foi campeã ao lado de Aryna Sabalenka.

Mertens voltará a ser número 1 de duplas a partir da próxima segunda-feira. A belga de 27 anos já acumula 27 semanas pela liderança do ranking, em diferentes passagens. Já Hsieh, que venceu três dos últimos quatro Grand Slam com parceiras diferentes, sobe do 6º para o 2º lugar. Ano passado, ela foi campeã de Roland Garros com a chinesa Xinyu Wang e de Wimbledon com a tcheca Barbora Strycova.

Entre as vice-campeãs, Lyudmyla Kichenok e Jelena Ostapenko disputaram a primeira final de Grand Slam juntas, depois de duas semifinais, em Roland Garros e Wimbledon na temporada de 2022. Ostapenko tem um título de simples no saibro de Paris em 2017. E no ano seguinte, fez semifinal na grama. Jogando juntas, a letã e a ucraniana já haviam conquistado um título no início deste ano em Brisbane.

O primeiro set da final foi amplamente dominado por Mertens e Hsieh. Elas conquistaram três quebras e não enfrentaram break-points, perdendo apenas três pontos nos games de serviço. A segunda parcial começou com games mais longos e oportunidades para os dois lados. Kichenok e Ostapenko saíram vencendo por 2/0 e tomaram a virada para 3/2. Mertens e Hsieh quebraram novamente para fazer 5/3. Elas perderam a primeira chance de sacar para o jogo, mas não se abalaram e venceram oito dos últimos nove pontos da partida.

“Acho que no primeiro set nós realmente dominamos. No segundo, elas jogaram melhor e entraram um pouco mais na partida, o que dificultou um pouco. Elas nos deram quase nenhum ponto de graça. Mas continuamos lutando. Acho que fizemos isso muito bem. No 5/5, acho que fizemos um pouco a diferença. É incrível jogar com a Su-Wei, ela tanta experiência e ainda muita motivação também”, disse Mertens após a partida.

Para Hsieh, este Australian Open marca um momento de transição em sua carreira. Durante o quali, ela disputou sua última partida de simples. E a partir de agora, ficará apenas nas duplas. “Em simples é um mundo diferente. Você precisa ficar muito focada e séria, caso contrário você perderá a concentração. Não só nas simples, mas nas duplas se eu perder a concentração, tenho minha parceira. Em duplas estou sempre relaxada e sempre me divertir em quadra. Eu e minha parceira estamos ajudando uma à outra”.

E a dupla só se reuniu porque Mertens agiu rápido. “Quando me separei da Storm [Hunter], pensei: Vou mandar uma mensagem para Su-Wei e ver se ela está disponível. Sinto que ela é alguém com muita experiência e já jogamos bem juntas no ano passado. Ela tem voleios incríveis e reflexos incríveis. E se eu estiver no fundo, posso segurar uma ou duas bolas também. Fiquei muito feliz por ela ter dito sim”, disse a belga na coletiva de imprensa.

A taiwanesa acrescentou: “Que bom que você me pediu cedo. Porque tinha uma menina me perguntando, eu falei: ‘Ah, desculpe, já fechei com a Elise’. Você precisa perguntar com antecedência. Mas o mais importante é que você tenha uma parceira com quem se divirta na quadra. Para mim o mais importante é se divertir, às vezes você pode rir, mesmo perdendo de 0/5. É sempre um trabalho em equipe. Precisamos carregar todas essas coisas. Não importa se ganhamos ou perdemos”.

Leia mais:

Hsieh e Zielinski conquistam o título de duplas mistas

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE