PLACAR

Gauff tem o apoio de Roddick para melhorar o saque

Foto: Corinne Dubreuil/FFT

Melbourne (Austrália) – Disposta a continuar evoluindo depois de ter conquistado seu primeiro Grand Slam no US Open, Coco Gauff inicia a temporada apresentando um novo movimento de saque. E quem a ajudou nessas mudanças foi um especialista no fundamento, o ex-número 1 do mundo Andy Roddick. Durante a pré-temporada, Gauff passou alguns dias com Roddick em Charlotte, enquanto ele a ajudava a fazer pequenos ajustes no saque. O primeiro ponto de foco foi a consistência de seu toss. Ela agora usa um movimento mais abreviado para tornar o lançamento da bola mais consistente.

“Foi muito legal. Ele é um cara muito tranquilo. Já o conhecia antes, mas nunca nesse nível, obviamente. Passei dois dias em Charlotte, mas foram dois dias muito bons e acho que meu saque melhorou”, avaliou Gauff durante a coletiva de imprensa nesta segunda-feira. “Acho que só preciso continuar confiando nisso e em todo o trabalho que fiz nos treinos”.

“Ele é provavelmente um dos melhores sacadores da história, especialmente dos norte-americanos. Então, eu não poderia ter escolhido ninguém melhor. E na verdade, eu nem escolhi realmente, ele se ofereceu para me ajudar”, revelou a atual número 4 do ranking e que começou a temporada com título em Auckland.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Gauff superou na estreia a eslovaca Anna Schmiedlova por 6/3 e 6/0. Sua próxima rival será a também norte-americana Caroline Dolehide. “Eu estava um pouco nervosa no começo do jogo. Mas estava me sentindo melhor depois do 3/3, disse a mim mesma: ‘divirta-se’. Isso me ajudou a relaxar um pouco. É por isso que jogo tênis, para me divertir. Consegui me acalmar e jogar bem. Acho que fiz um boas devoluções e encontrei meu saque no final. Ela é uma adversária difícil de enfrentar, mas estou feliz com a forma como consegui controlar minhas emoções hoje”.

Uniforme não é uma homenagem à Serena
A jovem jogadora de 19 anos também foi perguntada sobre os uniformes amarelos que utilizará em quadra durante o Australian Open deste ano. Apesar de o modelo ser parecido com um já utilizado por Serena Williams em 2016, ela explicou que não há essa relação. Serena tem sete títulos em Melbourne, entre 2003 e 2017, mas ficou com o vice no ano em que vestiu um traje parecido com o de Gauff.

“Eu vi um tweet sobre isso e mandei uma mensagem para meu agente. E disse a ele: ‘Não me lembro de ter dito isso’. Aí me responderam que era um tweet falso. O relato deles dizia para não levar essas coisas a sério. Toda homenagem à Serena é muito legal. Mas esse não foi o processo de pensamento por trás disso. Amo a Serena e acho que ela lançou moda dentro e fora das quadras. Então, não foi uma homenagem a ela, mas foi engraçado ver como esse tweet circulou”.

Leia mais

Gauff mantém sequências e estreia com vitória no AO

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE