PLACAR

Gauff elimina atual campeã e decide em Washington

Gauff ainda não perdeu sets no torneio e enfrentará Maria Sakkari na decisão (Foto: Mubadala Citi DC Open)

Washington (EUA) – Com uma atuação consistente na tarde deste sábado, Coco Gauff marcou sua vitória no WTA 500 de Washington e chega sem perder sets à final do torneio. A jovem norte-americana de 19 anos e número 7 do mundo eliminou a russa Liudmila Samsonova, atual campeã do evento e 18ª do ranking, com duplo 6/3 em 1h42 de partida.

Gauff tem três títulos de WTA 250 na carreira, o mais recente conquistado em janeiro deste ano em Auckland. Ela também tem um vice-campeonato de Roland Garros no ano passado. Nesta semana em Washington, a tenista tem o acompanhamento do técnico espanhol Pere Riba e também do veterano treinador e ex-top 5 Brad Gilbert.

Apenas duas tenistas da casa já foram campeãs em Washington, torneio que subiu da categoria 250 para 500 a partir deste ano. Sloane Stephens venceu a edição de 2015 e Jessica Pegula conquistou o título em 2019. Além delas, Lauren Davis ficou com o vice em 2016, superada pela belga Yanina Wickmayer.

A adversária de Gauff na final deste domingo, às 15h30h (de Brasília), será a grega Maria Sakkari, número 9 do mundo. Sakkari lidera o histórico de confrontos por 4 a 1. A grega de 28 anos tem apenas um título de WTA, conquistado ainda em 2019 no saibro de Rabat, mas já vai para a oitava final da carreira.

Embora a semifinal tenha começado com games longos, Gauff era quem prevalecia nos pontos mais importantes. Assim, ela conseguiu a quebra e não enfrentou break-point num momento de muito equilíbrio e abriu 3/0 no placar. Em vantagem, a norte-americana passou a confirmar seus serviços com maior tranquilidade. Já Samsonova arriscava demais e buscava a definição dos pontos com poucas trocas de bola, o que não estava funcionando. No fim do set, a russa tinha 10 a 8 nos winners, mas cometeu 24 erros contra apenas 8.

O segundo set foi mais equilibrado, especialmente porque Samsonova tentou em alguns momentos tirar o peso da bola e ter um pouco mais de segurança nos ralis. E nesses momentos, foi importante para Gauff se manter firme. Ela conseguiu uma quebra logo cedo e depois escapou de dois games longos no saque, salvando cinco break-points até fazer 5/3. Com a pressão sobre o saque da russa, que cometeu erros e duplas faltas, possibilitando à norte-americana chegar aos match-points e definir a partida.

Gauff disparou oito aces na partida e não sofreu quebras, apesar de ter enfrentado cinco break-points. Ela criou 10 oportunidades de quebra contra o saque de Samsonova e aproveitou três dessas chances. A russa até fez mais winners, 24 a 20, mas cometeu 50 erros não-forçados contra 17 da jogadora da casa.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE