PLACAR

Fritz tem trabalho com Shang, mas vence em dois tiebreaks

Foto: ATP Tour

Eastbourne (Inglaterra) – Único cabeça de chave ainda vivo no torneio, Taylor Fritz espantou a zebra e já está na semifinal do ATP 250 de Eastbourne. Em busca do tricampeonato na grama inglesa, o norte-americano teve bastante trabalho diante do jovem chinês Juncheng Shang, de 19 anos e 104º colocado no ranking, e precisou de dois tiebreaks para garantir sua classificação, marcando as parciais de 7/6 (7-5) e 7/6 (7-5) em 1h46 de partida.

O jogo terminou sem nenhuma quebra de serviço, sendo que Fritz salvou quatro break-points e Shang evitou cinco oportunidades do adversário. Destaque para os 93% dos pontos conquistados com o primeiro saque pelo americano (50 de 54) e os 20 disparados contra apenas oito do chinês.

Bicampeão em 2019 e 2022, Taylor Fritz volta às semifinais em Eastbourne após dois anos e terá pela frente o lucky-loser australiano Aleksandar Vukic, que deu o troco no japonês Yoshihito Nishioka após ter perdido para o mesmo adversário na rodada final do qualificatório em sets diretos. Desta vez, Vukic foi quem se deu melhor, triunfando por 6/3, 3/6 e 7/6 (7-5) em 2h07 para chegar à sua segunda semifinal de ATP.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Na primeira ocasião, no torneio de Atlanta no ano passado, o australiano seguiu adiante após derrotar o francês Ugo Humbert, mas acabou superado na decisão justamente por Fritz, em jogo apertado de três sets e parciais de 7/5 6/7 (5-7) e 6/4.

Harris segue brilhando na grama inglesa

Poucos jogadores vêm obtendo resultados tão bons quanto Billy Harris na atual temporada de grama. Até então um desconhecido do grande público e disputando seus primeiros torneios em nível ATP, o britânico de 29 anos surpreendeu ao chegar nas quartas de final em Queen’s na semana passada e agora está classificado para a sua primeira semifinal de alto nível da carreira.

A vítima da vez foi o italiano Flavio Cobolli, atual número 49 do mundo, que até saiu na frente, mas não conteve a reação de Harris, que virou o placar e saiu com uma vitória por 6/7 (3-7), 7/6 (7-4) e 6/2 após 2h28 de batalha, chegando a ficar a apenas dois pontos da derrota no segundo set.

Na briga por uma decisão inédita, Harris medirá forças com o qualificado australiano Max Purcell, algoz do sérvio Miomir Kecmanovic na segunda partida do dia, marcando as parciais de 6/3 e 7/6 (7-4) em 1h25 de jogo. Embora o duelo seja inédito no circuito da ATP, os dois já se enfrentaram na semifinal do challenger de Les Franqueses del Valles em 2023, sobre quadra dura, com vitória do britânico em dois tiebreaks.

Com isso as semifinais do ATP 250 de Eastbourne terão uma disputa bastante diversificada com o um cabeça de chave (Taylor Fritz) enfrentando um lucky-loser (Aleksandar Vukic), enquanto um qualifier (Max Purcell) desafiará um convidado (Billy Harris).

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE