PLACAR

Fonseca destaca recuperação no último set e joga às 12h de sexta

Foto: II Open Comunidad de Madrid

Madri (Espanha) – Depois de vencer seu segundo jogo no challenger de Madri, João Fonseca destacou a recuperação que teve no terceiro set da partida contra o francês Harold Mayot, 116º do mundo. O carioca de 17 anos citou o bom momento do rival, que vinha de uma final de challenger em Barletta na última semana, e agradeceu à torcida espanhola pelo apoio nesta quinta-feira.

“Foi uma partida muito difícil. Mayot está no melhor momento da carreira e eu sabia que teria que jogar muito bem para vencer. No segundo set ele jogou melhor e perdi um pouco a concentração. Mas no terceiro, graças ao meu jogo e ao apoio da torcida, consegui vencer a partida. Alguns amigos meus do Brasil vieram me apoiar e o público espanhol também me incentiva”, disse Fonseca, após a vitória por 6/2, 3/6 e 6/3 em 1h39 de partida. “Procuro ser exemplo para os mais jovens, assim como há 5 ou 6 anos eu seguia os meus ídolos e pedia fotos para eles”.

Fonseca havia vencido o primeiro set com duas quebras, escapando de um 15-40 no último game da parcial. No segundo set, Mayot não enfrentou break-points e cedeu apenas três pontos em seus games de serviço. O francês aproveitou sua única chance de quebra e igualou a partida. Já na parcial decisiva, o equilíbrio prevaleceu até o 3/3, mas Fonseca conseguiu se impor. Ele salvou break-points no início e venceu 12 dos últimos 15 pontos disputados nesta quinta-feira.

O próximo adversário de Fonseca em Madri será o suíço de 22 anos Leandro Riedi, 166º do ranking, em confronto inédito no circuito e que acontece ao meio-dia (de Brasília) desta sexta-feira. O brasileiro busca sua terceira semifinal de challenger ano, repetindo o resultado de Buenos Aires em janeiro. “Riedi também é um adversário jovem e que está jogando em bom nível. Com certeza será uma bela partida”.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

É certo que o carioca terá o melhor ranking da carreira. Ele iniciou a semana na 292ª posição e com os 14 pontos já conquistados em Madri, está subindo para o 276º lugar. Se vencer mais uma, receberá 25 pontos e iria se firmar entre os 270 melhores. Do mesmo lado da chave, estão o alemão Benjamin Hassan e o austríaco Jurij Rodionov, cabeça 6. Já nos outros dois duelos das quartas, o espanhol Albert Ramos enfrenta o cazaque Mikhail Kukushkin, enquanto o italiano Stefano Napolitano joga contra o suíço Marc-Andrea-Huesler. O torneio dá 100 pontos ao campeão e 50 para o vice.

Brasileiros jogam semifinais de duplas
A sexta-feira terá duas duplas brasileiras jogando as semifinais. Logo às 6h, Fernando Romboli e Marcelo Zormann encaram o finlandês Harri Heliovaara e o britânico Henry Patten. Na sequência, Orlando Luz e Marcelo Demoliner enfrentam o argentino Guido Andreozzi e o mexicano Miguel Angel Reyes-Varela.

4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás

Parabéns Fonseca. Isso mesmo, cabeça no lugar. Tem futuro o moleque.

Adalberto
Adalberto
1 mês atrás

Esse João… Esse joão…
Quantas alegrias ainda virão? kkk…

André Aguiar
André Aguiar
1 mês atrás
Responder para  Adalberto

Um montão!

Fabio Duarte
Fabio Duarte
1 mês atrás

Esse tem futuro,ao contrário de uma certa jogadora

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE