PLACAR

Filha de coreana, Pegula festeja o título em Seul

Seul (Coreia) – Com apenas um set perdido na semana, a norte-americana Jessica Pegula confirmou seu amplo favoritismo e fez jus ao convite recebido dos organizadores. A número 4 do ranking chegou ao quarto título da carreira ao derrotar com autoridade a surpresa chinesa Yuan Yue, por 6/2 e 6/3.

“Minha mãe é coreana e foi adotada daqui indo para os EUA, então é realmente muito especial para mim conquistar um título aqui”, contou Pegula. “Nos últimos anos, conforme meu ranking foi crescendo, passei a receber muito mais apoio do público, mais até do que eu esperava, e isso é incrível”.

Esta é a primeira vez que Pegula ganha mais de um título na mesma temporada. A campeã de Montréal também é a primeira norte-americana a ganhar Seul desde Venus Williams, em 2007. Também chega a 53 vitórias na temporada e iguala Aryna Sabalenka em segundo lugar, atrás somente das 63 de Iga Swiatek.

Atual número 128 do ranking, Yuan nunca havia sequer chegado numa semifinal de nível WTA e não demonstrou nervosismo em quadra. Jogou de forma agressiva nos p´rimeiros games e chegou a ameaçar o saque de Pegula, mas não conseguiu ser competitiva quando precisou do segundo serviço e a favorita ganhou oito desses 13 pontos.

Embalada, Pegula abriu 3/0 no segundo set. A chinesa ainda reagiu e tirou um serviço, mas a firmeza de Pegula no fundo de quadra foi sempre determinante.

“É muito bom saber que este torneio subirá para a categoria 500 na próxima temporada. Isso deverá trazer muitas outras tenistas de bom ranking”, destacou a campeã. “Seul é uma cidade muito legal e me diverti demais nesta semana”.

Na final de duplas, a tcheca Marie Bouzkova e a norte-americana Bethanie Mattek-Sands venceram com facilidade Luksika Kumkhum e Peangtarn Plipuech, por 6/2 e 6/1. Foi o segundo título seguido de Bouzkova, que vinha da conquista do WTA 1000 de Pequim ao lado de Sara Sorribes.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE