PLACAR

Evert vê Gauff como principal rival de Iga em NY

Foto: Pete Staples/USTA

Nova York (EUA) – Em grande fase nos torneios preparatórios para o US Open, com os títulos em Washington e Cincinnati e quartas em Montréal, a norte-americana chega para o último Grand Slam da temporada entre as favoritas ao título, pelo menos é no que acredita a norte-americana Chris Evert.

Ex-número 1 do mundo e dona de 18 títulos de Grand Slam, ela afirma que há “seis ou oito mulheres” que podem ganhar um Slam na atualidade e coloca a jovem compatriota como a principal adversária da polonesa Iga Swiatek na busca pelo título em Nova York.

“No que diz respeito às mulheres, umas seis ou oito podem ganhar um Grand Slam. Você olha para (Aryna) Sabalenka vencendo na Austrália e (Elena) Rybakina ganhando (Wimbledon no ano passado) e (Marketa) Vondrusova vencendo este ano”, disse a norte-americana durante um bate-papo de prévia da ESPN.

“É óbvio que há jogadoras a um nível muito alto que podem ganhar. Depende do sorteio. Como Ons Jabeur teve um chave muito difícil em Wimbledon, acho que teve duas ou três vitórias tremendas seguidas sobre as melhores e simplesmente não teve o suficiente nas finais”, comentou Evert.

A norte-americana destacou Gauff e seu grande momento. “Só acho que tem a ver com ganhar sete partidas consecutivas e ser consistente, e acho que ter um bom empate realmente ajuda. Mas eu diria que Coco para mim seria a maior ameaça de Iga neste momento”, finalizou.

Desde a sexta e última conquista de Serena Williams em casa, em 2014, sete jogadoras diferentes foram campeãs do US Open em oito temporadas. A única que conseguiu vencer o torneio mais de uma vez foi a japonesa Naomi Osaka, que levantou a taça em 2018 e repetiu o feito em 2020.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE