PLACAR

Em busca do tri, Berrettini encara Draper na final de Stuttgart

Matteo Berrettini (Foto: Paul Zimmer/BOSS OPEN)

Stuttgart (Alemanha) – Tentando reencontrar seus melhores dias após sofrer uma série de lesões, o italiano Matteo Berrettini mostrou porque é considerado um ótimo jogador de grama e está na final do ATP 250 de Stuttgart pela terceira vez na carreira. Neste sábado, o ex-top 6 e atual 95º do ranking precisou de apenas 66 minutos para derrotar o compatriota Lorenzo Musetti, marcando as parciais de de 6/4 e 6/0.

Bicampeão do torneio em 2019 e 2022, Berrettini vai em busca do nono título da carreira e o quinto sobre a grama. Ele também tem duas taças do ATP 500 de Queen’s, obtidos em 2021 e 2022. Na atual temporada, o jogador de 28 anos também faturou o ATP 250 de Marrakech, no saibro marroquino.

Com a campanha até aqui, o italiano está dando um ótimo salto no ranking, atingindo provisoriamente a 65ª colocação. Em caso de título no domingo, Berrettini pode subir até mais dez posições. Vale lembrar que ele teve como melhor marca o sexto lugar em janeiro de 2022. Em Stuttgart, Matteo entrou com ranking protegido.

Draper disputa terceira final e terá melhor ranking

Ainda em busca de um título inédito como profissional, o jovem britânico Jack Draper, de 22 anos, será o adversário de Matteo Berrettini na decisão, em duelo inédito no circuito. Também neste sábado, o cabeça de chave número 6 aplicou um duplo 6/3 no norte-americano Brandon Nakashima e em 1h12 de partida.

Draper já jogou duas finais de ATP 250 anteriormente, ficando com o vice nas quadras duras de Sofia em 2023 e Adelaide em 2024. Dos troféus profissionais que o britânico já ergueu, cinco foram de challenger e outros sete no circuito da ITF (cinco de M25 e dois de M15). A conquista mais recente dele foi no challenger de Bérgamo, na Itália, em novembro do ano passado.

Mais do que isso, a campanha na grama alemã renderá ao britânico o melhor ranking da carreira. Atual 40º colocado na ATP, ele ja foi 35º no mês passado e está assumindo o 32º posto. Se for campeão, poderá ganhar mais uma posição e ficar na cola do top 30.

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Guilherme E.S. Ribeiro
Guilherme E.S. Ribeiro
1 mês atrás

Berrettini joga bem na grama. Fará sua 14º final de ATP na carreira, e vai atrás de seu 9º título, o 5º na grama. Draper fará sua 3º final de ATP e tenta o seu 1º título, que pode colocá-lo no TOP30, o que o tornaria o 11º britânico no TOP 30 na história da ATP.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE