PLACAR

“É uma loucura eu ainda estar jogando”, diz Monfils

Foto: Alexander Scheuber/BNP Paribas Nordic Open

Londres (Reino Unido) – Aos 37 anos de idade, o francês Gael Monfils já sentiu o fim da carreira se aproximar algumas vezes nas últimas temporadas após lutar contra constantes problemas físicos. Mas, apesar das lesões que o atrapalham, o ex-número 6 do mundo segue firme no circuito e voltou a comemorar um título em 2023, no ATP 250 de Estocolmo, após quase dois anos de seca.

Em entrevista ao jornal britânico The Telegraph, o tenista falou sobre temas como a paternidade, o seu atual momento nas quadras e admitiu que poderia ter curtido mais o esporte ao longo dos anos. “Tive muita sorte ao longo de toda a minha carreira. Seria difícil pensar em algo de que pudesse me arrepender, de verdade. Talvez eu pudesse ter desfrutado mais do tênis”, disse.

Segundo ele, hoje é essa diversão que o mantém motivado para continuar. “Para ser honesto, é uma loucura eu ainda estar jogando. Só posso definir assim. Sabe, agora me divirto muito mais. Não tenho mais nada a provar”, afirma. Ao recordar os tempos de pandemia, Monfils revela também que teve muitas dificuldades de atuar sem a presença da torcida, admitindo que seu maior combustível é o apoio do público. “Para mim, era quase impossível jogar. Eu não podia ter as vibrações, nada”, explica.

Além da volta dos fãs às arquibancadas, o veterano francês ganhou uma nova motivação fora das quadras. Em outubro do ano passado, sua esposa Elina Svitolina deu à luz a primeira filha do casal, Skai. Desde então, os dois tenistas tiveram que assumir novas responsabilidades e ele contou um pouco sobre esses desafios.

“Nós dois entendemos os sacrifícios e incentivamos um ao outro da melhor maneira” diz. Ainda de acordo com o jogador, quando ele está competindo é Svitolina quem cuida da filha. Já quando a ucraniana está nas quadras, é a sua vez de tomar a frente.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE