PLACAR

“É estranho aceitar a aposentadoria de Nadal”, observa Gauff

Coco Gauff (Foto: Jimmie48/WTA)

Roma (Itália) – Atual campeã do US Open e uma das principais estrelas da WTA, a norte-americana Coco Gauff comentou sobre como tem sido acompanhar a despedida do espanhol Rafael Nadal. A número 3 do mundo ainda não interiorizou bem a ideia da aposentadoria do canhoto de Mallorca, mas após a cerimônia na última partida de Rafa em Madri, ela começou a realizar que o fim está chegando.

“É estranho aceitar porque a maior parte da minha vida vi ele vencer em Roland Garros. Imagino que esteja passando por um momento delicado. Eu estava em Madri e lá não me parecia que ele iria se aposentar. Mas com a cerimônia que fizeram, depois me perguntei se isso era vida real ou não. Estou triste porque ele é um dos meus jogadores favoritos, admiro sua mentalidade e intensidade”, disse Gauff.

“Provavelmente é o único jogador que, se estivesse treinando na quadra ao lado, eu ficaria olhando. Nunca vi falta de respeito nele, que tem essa aura em torno de tudo que faz. Para mim tudo isso é admirável. Ele é uma pessoa muito simpática, lembro que no ano passado em Roland Garros ele me tocou nas costas e disse: ‘Bom trabalho’. Até hoje não consigo acreditar que falou comigo”, acrescentou.

A norte-americana destacou justamente o comportamento de Nadal como um diferencial em sua carreira. “Esses pequenos detalhes são o que mais sentirei falta no circuito, a maneira como ele se comporta com os outros. Ele terá um legado incomparável pela intensidade com que faz tudo, isso é algo que todos sentirão falta”, finalizou Coco.

12 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
22 dias atrás

Me surpreende o que ela falou

Antonio Brasil
Antonio Brasil
22 dias atrás

Concordo com tudo que a Gauff falou.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
22 dias atrás
Responder para  Antonio Brasil

Eu também concordo. O Nadal deixará um grande legado pelo que fez em sua maravilhosa carreira.

Aryno Swionteko
Aryno Swionteko
22 dias atrás

Alguém sabe se alguma vez o Nadal chegou a quebrar alguma raquete em momento de descontentamento?

Paulo Minoso
Paulo Minoso
22 dias atrás
Responder para  Aryno Swionteko

Jamais. Também nunca acertou bolada em juízes de linha. E tampouco foi eliminado de qualquer partida.

Maior da história e exemplar dentro e fora de quadra.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
22 dias atrás
Responder para  Paulo Minoso

Snif, snif.

Pra ser maior da história tem que ter recordes relevantes.

persivaldo
persivaldo
22 dias atrás
Responder para  Aryno Swionteko

QUEBROU UMA VEZ CONTRA dJOKOVIK E SAIU PRAGUEJANDO E CHORANDO AO FINAL DO JOGO.
A relatos que ele faz muito isso no vestiário quando o público não ve, quebra raquetes, armarios e espanca sua bolsa.

Fabio Peixoto
Fabio Peixoto
22 dias atrás
Responder para  Aryno Swionteko

“Quando comecei a trabalhar com ele, disse-lhe que tinha de respeitar uma regra. Se atirar sua raquete ao chão e a quebrar, não continuarei a ser seu treinador. Há milhões de garotos no mundo que não têm raquetes porque não as podem pagar. Disse isso ao Rafa quando ele tinha seis anos e nunca o vi atirar uma ao chão. Seria uma falta de respeito para com as pessoas que realmente têm de comprar material para praticar este esporte.” (Nadal, Toni)

Souza Oliveira
Souza Oliveira
22 dias atrás

Os djokovets ficam loucos quando vê um post desses tanto pro Nadal quanto pro Roger kkkkk como sempre falo Nunca será e tá tudo ok. O sérvio é e sempre vai ser um excelente jogador, um dos maiores. Mas sabemos que isso é a alma do tênis… Respeito admiração…. Tá liberado pra choradeira kkkkk Jamais será…. ️ Paz

Piter Oliveira
Piter Oliveira
21 dias atrás
Responder para  Souza Oliveira

Loucos por qual motivo? Seria interessante esclarecer isso. Eu, como torcedor do Djokovic, não tive nenhum problema com essa matéria. Com relação ao nunca será, diz mais sobre sua vontade, do que propriamente a realidade.

Souza Oliveira
Souza Oliveira
21 dias atrás
Responder para  Piter Oliveira

Não é minha vontade meu bom. Isso é a realidade do esporte chamado tênis. Ou qualquer outro esporte. O sérvio jamais será pelo simples fato de não ter e jamais vai ter o perfil de um atleta considerado o melhor. Então ele jamais será e tá tudo certo… Avanteee sérvio um baita atleta…Paz ️

Fábio
Fábio
22 dias atrás

O BIG 3 funciona assim:
Djokovic – o maior recordista
Federer- o mais clássico
Nadal – o mais gentleman

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE