PLACAR

Djokovic: “Ainda não estou no melhor nível, mas foi bom teste”

Foto: Corinne Dubreuil/ATP Tour

Monte Carlo (Mônaco) – Classificado para as quartas de final do Masters 1000 de Monte Carlo, Novak Djokovic ainda não perdeu sets em seus dois primeiros jogos no torneio e conseguiu uma revanche contra o italiano Lorenzo Musetti, seu algoz na edição passada. O número 1 do mundo avalia que ainda não atingiu o nível que gostaria jogando no saibro, mas valoriza o bom teste superado nesta quinta-feira.

“Não creio que ainda esteja no meu melhor nível, mas foi um grande teste hoje contra um grande adversário e um jogador muito talentoso”, disse Djokovic após a vitória por 7/5 e 6/3 sobre Musetti pelas oitavas. “No saibro, as coisas podem mudar muito rápido e uma quebra de serviço não é uma grande vantagem nesta superfície em comparação com outros pisos. Vimos uma espécie de montanha-russa no segundo set e estou muito satisfeito por ter continuado agressivo nos momentos difíceis. Valeu a pena”.

Depois de ter sofrido uma quebra logo na abertura da partida, Djokovic só conseguiu igualar o primeiro set no oitavo game, quando Musetti deixou escapar uma vantagem de 40-0. O italiano errou um forehand e depois sofreu com devoluções agressivas do sérvio, que devolveu a quebra e se recuperou na partida. “Tive uma pequena discussão com a torcida no 4/3 do primeiro set e desde então ganhei confiança”, relatou o bicampeão do torneio.

“Depois disso, ele perdeu um pouco o foco. Ele foi o melhor jogador nos primeiros sete games, jogou um ótimo tênis. Exibiu golpes muito bons e me fez correr”, acrescentou o número 1 do mundo. Já no segundo set, o sérvio abriu 4/1, sofreu uma quebra no sétimo game, mas recuperou a vantagem na sequência. “Perdi para ele no ano passado aqui, em circunstâncias semelhantes. Eu estava com um set e 4/2. Quando perdi meu saque hoje, pensei: ‘Ah, não, espero que este cenário não se repita’. Fico muito feliz por superar esse desafio e já estou ansioso pelo próximo”.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Djokovic volta a atuar nesta sexta-feira, por volta das 9h30 (de Brasília) contra o australiano Alex de Minaur, número 11 do ranking. O sérvio venceu o primeiro duelo entre eles, no Australian Open do ano passado, mas De Minaur deu o troco no início da atual temporada, na United Cup.

12 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás

Amanhã o bicho vai pegar! Além do jogão Djoko x De Minaur, teremos Jannik contra o marrento dinamarquês que não respeita ninguém! Sexta feira sua linda!

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás

Consciência tática e técnica incrível do goat. Agora é continuar progredindo para chegar 100% em RG.

Balbino Neto
Balbino Neto
1 mês atrás

Com tantas feras novas em Monte Carlo, é impressionante o fato de Djokovic ainda ser um dos favoritos e talvez o principal. As quartas de final serão provas de fogo com partidas que prometem grandes embates, mesmo sem a presença de Zverev, Medvedev, Dimitrov e Alcaraz, mostrando que o circuito está muito bem servido de tenistas alto nível. Quartas imperdível!!!

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
1 mês atrás

sempre arrogante e pretensioso…

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
1 mês atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Dondé?

Alleixo
Alleixo
1 mês atrás

A bola o djoko parece q n anda no saibro

Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás
Responder para  Alleixo

Bola de ninguém anda no saibro. E tem a ver com o estilo de jogo também. Djoko constrói os pontos, não precisa de espancar a bolinha

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
1 mês atrás

Não vi arrogância nas declarações do Djokovic. Ele fez vários elogios ao Musetti. Não falou que vai ganhar o torneio e nem desrespeitou nenhum adversário. O Federer com certeza foi um gênio do tênis. Mas foi ultrapassado pelo Djokovic faz um tempo. São as conquistas que vão ficar pra eternidade. E nesse quesito o Djokovic tem mais que o Federer, a começar pelo confronto direto entre os dois.

Ricardo
Ricardo
1 mês atrás

O italiano foi apenas um “teste”…
Tem que respeitar e na adianta remendar depois dizendo que oponente é valioso etc etc
Depois reclama que não é amado, eterno carentão

Piter Oliveira
Piter Oliveira
1 mês atrás
Responder para  Ricardo

Sua interpretação e leitura são deficitárias…

Ricardo
Ricardo
1 mês atrás
Responder para  Piter Oliveira

Serve pra vc isso não?

Joselito
Joselito
1 mês atrás
Responder para  Ricardo

“Não creio que ainda esteja no meu melhor nível, mas foi um grande teste hoje contra um grande adversário e um jogador muito talentoso”, disse Djokovic após a vitória por 7/5 e 6/3 sobre Musetti pelas oitavas. “

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE