PLACAR

“Consegui vencer o Goat”, comemora De Minaur

Foto: Tennis Australia

Perth (Austrália) – Pela primeira vez em dois jogos disputados, o australiano Alex de Minaur derrotou o sérvio Novak Djokovic. Mais do que superar o número 1 do mundo e abrir caminho para o triunfo dos donos da casa nas quartas de final da United Cup diante da Sérvia, o jogador de 24 anos valorizou ainda mais o resultado por ter sido diante daquele que considera o maior tenista de todos os tempos.

“Incrível, é difícil colocar em palavras. É uma sensação muito boa. Tudo o que poderia ter corrido bem, aconteceu hoje. Estou feliz por poder dizer que consegui vencer o ‘Goat'”, comemorou o atual 12º colocado do ranking.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

A vitória em cima de Djokovic também serviu como uma resposta de De Minaur aos críticos. Segundo ele, muitos comentários ao longo da carreira o incomodaram bastante e a atuação de hoje mostrou que ele pode ir muito além.

“Sempre ouvi que sou não grande ou forte o suficiente, que sou um empurrador de bolas, não tenho poder de fogo e nunca serei um jogador top. São coisas que ouço semana após semana, mas a única coisa que isso faz é me dar mais fogo e adicionar mais gasolina a esse motor que está pronto para fazer tudo ao seu alcance e provar que as pessoas estão erradas. Todo mundo tem direito à sua opinião, mas sei que vou tirar o máximo de mim mesmo”, desabafou à imprensa.

Este foi o segundo encontro entre Alex de Minaur e Novak Djokovic no circuito, e o sérvio havia levado a melhor há um ano, nas oitavas de final do Australian Open, com uma tranquila vitória por 6/2, 6/1 e 6/2. Questionado sobre o que houve de diferente daquela para esta partida, o australiano disse que aprendeu muito com a dura derrota e que desta vez executou perfeitamente o que planejou.

“É difícil ir lá e ficar animado desde o primeiro ponto, quando da última vez que jogamos tomei uma enorme lição na Rod Laver Arena. Hoje, tentei jogar ponto a ponto e focar no que estava fazendo. Acho que joguei exatamente da maneira que precisava. Saquei de maneira inacreditável tecnicamente para os meus padrões, consegui colocar pressão quando necessário, permaneci sólido e executei exatamente o plano de jogo que eu tinha. Estou muito feliz com isso”, analisou.

Apesar de derrubar o melhor jogador do mundo com duplo 6/4, De Minaur preferiu adotar um tom cauteloso sobre voltar a vencê-lo numa hipotética revanche no Australian Open, destacando que partidas de Grand Slam são completamente diferentes “Não vamos nos precipitar. Saí da quadra há cerca de 15 minutos, então é seguro dizer que ainda não processei o que aconteceu. Jogos de cinco sets são bem diferentes, mas estou feliz com meu nível e com a minha mentalidade. E eu definitivamente sei que tenho um nível muito alto e adoraria levá-lo para Melbourne”, reforçou.

12 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Sandro Paixão
Sandro Paixão
1 mês atrás

Comemore bastante, De Minaur ! Não é sempre que se vence o GOAT …

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás
Responder para  Sandro Paixão

E ele comemorou mesmo, DE MENOR estava eufórico após o partidaço que fez… E o GOAT Djokovic reconheceu que o De Menor jogou muito hoje!!!

Leo
Leo
1 mês atrás

Venceu Um dos goats. Não venceu o Federer, perdeu a única partida que fizeram.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Leo

Federer é o famoso Terceirão, Alquingel.

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás
Responder para  Leo

Mas se jogasse o que jogou hoje, o DE MENOR daria um belo PNEU no Roger FREGUÊSer, que nem o HURKACZ humilhou em WIMBLEDON…

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Leo

Federer é o terceiro ou, se você quiser, pode tentar argumentar que é o segundo.

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás
Responder para  Paulo Almeida

Segundo não, segundo é do NADAL, o FREGUÊSer é no máximo TERCEIRO mesmo…

Ideon Carvalho
Ideon Carvalho
1 mês atrás

Parabéns De Minaur…merecida vitória…vc acertou em dizer que finalmente conseguiu vencer O GOAT. reconhecimento é tudo. Contudo, o melhor de todos os tempos tbm perde, aliás, ele não é invencível. mas o mérito foi todo seu pela grande vitória sobre o grandioso Goat Novak djokovic.

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás
Responder para  Ideon Carvalho

O MELHOR de todos os comentários!!! Parabéns pela SENSATEZ!!!

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás

Parabéns DE MENOR, hoje você se superou e jogou como nunca antes na sua carreiro, principalmente no saque… Jamais havia visto o DE MENOR sacar tão bem …

rubens
rubens
1 mês atrás

o cara comemora ter vencido um jogador que estava lesionado no pulso e pediu atendimento médico por 2x…para um tenista, lesão no pulso é o que a de pior pra jogar em alto nível, que diga o Del Potro, que acabou com sua carreira assim.

André
André
1 mês atrás

Talvez por representar a Sérvia Djokovic não tenha se esforçado o suficiente. A cidadania americana poderia lhe devolver o melhor tênis.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE