PLACAR

Com volta de Osaka, japonesas abrem 2 a 0 na BJK Cup

Foto: Billie Jean King Cup

Tóquio (Japão) – A presença de Naomi Osaka, que disputa sua primeira eliminatória da Billie Jean King Cup desde fevereiro de 2020, se mostrou importante para a equipe japonesa no primeiro dia do confronto com o Cazaquistão, com a ex-número 1 do mundo ajudando a equipe da casa abrir 2 a 0 no Ariake Coliseum.

Ex-número 1 do mundo e vencedora de quatro títulos de Grand Slam, Osaka derrotou a cazaque Yulia Putintseva em sets diretos, com parciais de 6/2 e 7/6 (7-5) para anotar o segundo ponto japonês. Ela estava afiada com o saque, anotou 15 aces e não sofreu quebras, salvando os três break-points que enfrentou na partida.

“Estou feliz com o resultado do jogo de hoje, mas conheço os passos que foram dados e foi muito difícil. Na verdade, eu estava super nervosa no início e durante toda a partida porque não tinha jogado no Japão e queria muito estar bem. Acho que o ambiente e a rotina me ajudaram muito”, disse Osaka.

Mais cedo, Nao Hibino abriu o confronto com uma vitória bastante tranquila contra a cazaque Anna Danilina, que venceu apenas um game no duelo com a japonesa e caiu com o placar final de 6/1 e 6/0, em apenas 57 minutos. A tenista da casa terminou com quase o dobro de pontos que a rival (54 a 29).

A derrota de Putintseva contra Osaka acabou com suas esperanças de empatar, neste fim de semana, com Yaroslava Shvedova em segundo lugar na lista de maior número de vitórias de uma jogadora do Cazaquistão na Billie Jean King Cup. Ela precisa de mais três vitórias no geral para atingir tal marca.

Enquanto os vencedores das eliminatórias da Billie Jean King Cup garantem sua vaga nas finais de novembro, os perdedores disputarão os play-offs no mesmo mês para evitar o rebaixamento para o Grupo Mundial I.

 

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE