PLACAR

Com Johnson, temporada já viu cinco aposentadorias

Steve Johnson se despede ao lado da família. (Foto: ATP Staff)

O começo do ano tem sido marcado pelo anúncio do fim de diversas carreiras, algo que sempre traz consigo um sentimento de tristeza e ao mesmo tempo de gratidão. Só nestes três primeiros meses, cinco tenistas abandonaram as quadras definitivamente.

A mais recente delas aconteceu nesta semana em Indian Wells com o norte-americano Steve Johnson. Manter-se informado sobre quais atletas estão deixando o cenário competitivo é especialmente relevante para fãs do esporte interessados em entrar no mundo das apostas esportivas e em saber como apostar em tênis, pois esse e outros tipos de notícias, como a condição física dos tenistas, pode influenciar as odds, ou seja, as chances de um determinado resultado ocorrer.

Acompanhe abaixo o perfil dos tenistas que penduraram a raquete em 2024:

Steve Johnson
Conhecido por ser amigável dentro e fora das quadras, o norte-americano disputou a última partida de sua carreira profissional contra Emilio Nava na semana passada, durante o qualificatório do Masters de Indian Wells. “Não havia outro lugar para me despedir senão aqui em Indian Wells, cresci vendo este torneio”.

Conquistou quatro títulos em campeonatos ATP e a medalha de bronze nas Olimpíadas do Rio em 2016, formando duplas com Jack Sock. Nesse mesmo acho, chegou a ser 21º do ranking de simples.

Ivo Karlovic
Embora não fosse surpresa para os fãs, visto que o croata não jogava desde outubro de 2021, o anúncio da aposentadoria de Ivo Karlovic só foi compartilhado oficialmente em 21 de fevereiro pelo próprio atleta em seu Twitter, agora com 44 anos.

Além de ser lembrado por sua estatura gigantesca, 2 metros e 11 centímetros de altura, a mais alta da história, Karlovic fez história ao ser oito vezes campeão de simples em campeonatos ATP, com títulos em todas as superfícies. Em seu auge, figurou como 14º do mundo.

Entre seus feitos, esteve a vitória contra o australiano Lleyton Hewitt na primeira rodada de 2003, quando o australiano defendia seu título do ano anterior em Wimbledon..

Federico Delbonis
Os 17 anos de carreira de Federico Delbonis chegaram ao fim, conforme o argentino de 33 anos tornou público em suas redes sociais. Delbonis se referiu ao seu tempo enquanto tenista profissional como “uma das mais enriquecedoras jornadas da minha vida”.

O pico do seu desempenho pode ser associado à colocação como 33º no ranking de 2016. Somou dois títulos de ATP, obtidos em São Paulo, em 2014, e em Marrakech, em 2016.

John Millman
Um dos bons representantes do tênis australiano, John Millman, decidiu terminar sua carreira de 14 anos como tenista, tendo como último embate sua derrota na segunda rodada do qualificatório do Australian Open.

Millman conquistou um único ATP de simples, em Bur-Sultan, em 2020, e com isso figurou no 33º posto no seu ápice.

Ryan Harrison
“Apaguem as luzes, a festa acabou”, esse é o início do tocante texto compartilhado pelo estadunidense Ryan Harrison, no dia 9 de janeiro, em sua conta no Instagram, revelando a sua decisão de se aposentar, ainda aos 31 anos.

Aos 31 anos, Harrison demonstra muita gratidão pelos momentos que vivenciou na quadra e compartilha que, após travar longas batalhas motivadas por questões de saúde, chegou o momento de finalizar sua trajetória como tenista. Seu único título foi em Memphis, em 2017, quando tambném chegou ao 40º lugar.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE