PLACAR

Collins conta como faz para se entreter quando chove

Foto: Giampiero Sposito

Paris (França) – A americana Danielle Collins, que vive uma das melhores temporadas, em sua coluna para a BBC Sports, comenta este início chuvoso de Roland Garros.

“A chuva atrapalhou os últimos dias do Aberto da França e acho que esperar para jogar em dias como este é entediante. Na quarta, eu deveria jogar a partida de 2ª rodada contra a sérvia Olga Danilovic, mas o jogo foi cancelado por causa da chuva e transferida para quinta-feira. Tive a sensação de que não jogaria com base na previsão meteorológica. Tive a sorte de achar um sofá para tirar uma soneca. Quando acordei, foi bom ver um colega americano assistindo TV na mesma sala. Aproveitamos o silêncio e conversamos por alguns minutos, e então decidi treinar um pouco”, contou.

Ela está em Paris na companhia do namorado Bryan, que tem viajado junto a alguns dos torneios deste ano. “Sua energia positiva e comportamento calmo tornam meus dias bons ótimos e meus dias mais difíceis um pouco menos desafiadores por tê-lo ao meu lado.” Bryan trabalha em uma empresa de ciências biológicas e diagnóstico, ela informa.

Nessas paralisações por chuva, nem sempre dá para bater-papo com os colegas tenistas, que em geral estão focados com suas equipes. “No entanto, neste ponto da minha carreira, felizmente conheci quase todo mundo e muitas de suas famílias. Tive muita sorte de ter tido muitas amizades próximas no circuito”, conta. “Hoje parei para conversar com Katerina Siniakova, Zhang Shuai e Donna Vekic”, acrescentou.

 

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE