PLACAR

Chave feminina não terá top 3 nas quartas pela 2ª vez

Foto: WTA

Miami (EUA) – Apenas pela segunda vez desde que o atual formato do circuito feminino entrou em vigor, em 2009, o WTA 1000 de Miami não terá nenhuma das três melhores colocadas do ranking nas quartas de final. Isso ocorrerá devido às eliminações da polonesa Iga Swiatek e da norte-americana Coco Gauff nas oitavas, depois de a bielorrussa Aryna Sabalenka ter se despedido ainda na terceira rodada do torneio.

A única vez que isso havia acontecido foi em 2018, quando o trio formado pela romena Simona Halep (terceira rodada), a dinamarquesa Caroline Wozniacki (segunda fase) e a espanhol Garbiñe Muguruza (oitavas de final) foi eliminado antes da antepenúltima etapa da competição. Naquele ano, a campeã foi a norte-americana Sloane Stephens, que ocupava a 12ª posição do ranking, batendo na final a letã Jelena Ostapenko, então número 5.

Em 2024, seguem vivas na disputa pelo título a russa Ekaterina Alexandrova (16ª), a norte americana Jessica Pegula (5ª), a francesa Caroline Garcia (27ª), a também americana Danielle Collins (53ª), a grega Maria Sakkari (9ª), as cazaques Elena Rybakina (4ª) e Yulia Putintseva (68ª) e a bielorrussa Victoria Azarenka (32ª). Coincidentemente, Vika e Collins estavam também no top 8 do torneio de Miami há seis anos e foram até as semifinais.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE