PLACAR

Carol faz segunda semi seguida no Circuito, Gabi perde batalha

Carol Meligeni. (Foto: Rafael Pignataro)

Campinas (SP) – Concentrada em recuperar seu ranking e a confiança, Carolina Meligeni Alves embalou a oitava vitória consecutiva no Circuito Feminino Future de Tênis. Campeã em São João da Boa Vista no domingo, ela está agora na semifinal da etapa que acontece no saibro da Sociedade Hípica.

Nesta sexta-feira, ao contrário das duas rodadas anteriores muito exigentes, Carol dominou completamente a romena Irina Fetecau e ficou apenas 74 minutos em quadra para anotar o placar de 6/1 e 6/2.

“Hoje foi um dos meus melhores jogos do Circuito”, avaliou Carol. “Entrei com proposta agressiva porque sabia que ela também gosta disso e então era importante tomar a iniciativa antes. Também foi um dos jogos que saquei melhor. Feliz como lidei com as situações, por ter família e amigos por aqui e com meu nível, O controle mental foi bem melhor que nas rodadas anteriores”.

Sua adversária neste sábado às 14h (de Brasília) será outra romena, a cabeça 8 Oana Gavrila, que impediu um duelo brasileiro ao eliminar a canhota gaúcha Gabriela Cé numa incrível batalha de 3h23, que terminou com o placar de 3/6, 6/4 e 6/4. O confronto é inédito para Carol, 333ª do mundo no momento. Gavrila ocupa o 535º posto do ranking, aos 25 anos.

Konishi decide nas duplas
O outro destaque brasileiro em Campinas é Júlia Konishi, que está na final de duplas ao lado da japonesa Wakana Sonobe. Elas eliminaram as cabeças 4 na semifinal e nesta sexta-feira venceram jogo duríssimo sobre a argentina Victoria Bosio e a portuguesa Ana Filipa Santos, por 7/6 (7-5), 6/7 (6-8) e 10-7.

Neste sábado, por volta das 16h, Konishi busca o terceiro titulo de duplas de nível ITF 15 de sua carreira. A tenista de 24 anos foi campeã em Cancún, em 2019, e em Eldorado, em 2022. As adversárias serão as principais favoritas, a norte-americana Jaeda Daniel e a russa Maria Kononova.

O Circuito Feminino Future de Tênis é apresentado pelo Itaú através da Lei de Incentivo ao Esporte/Ministério do Esporte. Tem o patrocínio da Mills e a realização é do Instituto Esperança do Amanhã. A competição tem as chancelas da Federação Internacional de Tênis, Confederação Brasileira de Tênis e Federação Paulista de Tênis.

4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Paulo A.
Paulo A.
1 mês atrás

Ótima atuação da Carol. Que recupere logo a sua confiança.

Jorge Luiz
1 mês atrás

Parabéns Carol

Antônio Luiz Júnior
Antônio Luiz Júnior
30 dias atrás

Carolina Meligeni Alves tem jogo para jogar Challengres. Entendo o objetivo em recuperar o seu ranking. Bia fez uma caminho semelhante quando retornou após a suspensão por doping. Torço muito por ela, muito batalhadora e dedicada…

test
test
28 dias atrás

Seria espantoso se ela tivesse, 13 a 17 anos. Na atual circunstancia, apenas postergando a futura carreira de intrutora de tenis no interior ou na academia do tio. Que pelo menos como todo bom cidadão ela esteja pagando os devidos impostos dos prize moneys recebidos, afinal desde sempre se utilizou do bolsa atleta já não bastando as conexoes e costas quentes do tio. Mas ainda bem que talento pra esporte nao é hereditario e nao obedece linhagem sucessória, senao só teríamos Esther Buenos, Nadais, Federers, Kuertens… Que venha logo a futura geração de brasileiros e brasileiras deixando pra trás os apadrinhados.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE