PLACAR

Candiotto conquista na dupla seu 6º título do ano

Ana Candiotto e a tcheca Amelie Smejkalova (Foto: Reprodução/Instagram)

Monastir (Tunísia) – A jovem paulista de 19 anos Ana Candiotto conquistou neste sábado o título de duplas do ITF W15 de Monastir, em quadras duras na Tunísia. Candiotto e a tcheca Amelie Smejkalova venceram a sueca Julita Saner e a alemã Marie Vogt por 7/5 e 6/3.

Este é o sétimo título profissional na carreira de Ana Candiotto nas duplas, sendo que seis deles foram conquistados neste ano. No início da temporada, ela venceu quatro torneios nas quadras de saibro de Antalya, na Turquia, com três parceiras diferentes. Já no mês de maio, formou uma parceria nacional com Rebeca Pereira e foi campeã em Curitiba. Seu primeiro título profissional foi no ano passado, na Argentina.

+ Momento do tênis feminino inspira jovens jogadoras

A primeira conquista em quadras duras na carreira dará 10 pontos no ranking de duplas para Candiotto. Ela é a atual 371ª colocada no ranking da modalidade, estando seis posições abaixo da melhor marca da carreira. No início da temporada, ocupava apenas o 769º lugar.

Em simples, Candiotto é a 613ª do ranking e tem como recorde pessoal o 571º lugar. Ela disputou a chave individual em Monastir, mas foi superada na estreia pela canadense Carson Branstine. Este foi seu segundo torneio seguido na Tunísia. Semana passada, a jovem paulista chegou às oitavas em simples.

Conselhos de Bia dentro e fora das quadras
Candiotto é parceria de treinos de Beatriz Haddad Maia no time RTB em São Paulo e recebe conselhos da número 1 do Brasil e 11ª do mundo. Durante o confronto da Billie Jean King Cup em Brasília, no último fim de semana, Bia falou a TenisBrasil sobre a relação com as tenistas mais jovens e citou especificamente a paulista de 19 anos.

“Tenho um pouco mais de proximidade com as meninas que treinaram comigo [Olívia Carneiro e Ana Candiotto] e uma uma conexão muito forte com a Aninha. A gente sempre fala não só de tênis, mas também sobre coisas da vida. Acho que um atleta também se desenvolve e enxerga a vida melhor fora da bolha do tênis”.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE