PLACAR

Campeãs de duplas, Mertens e Hunter assumem a liderança do ranking

Elise Mertens e Storm Hunter (Foto: Foto: Guadalajara Open AKRON)

Guadalajara (México) – Pela terceira semana consecutiva, o ranking de duplas da WTA teve uma troca de liderança. Depois de Coco Gauff e Jessica Pegula ficarem no topo com os resultados do US Open e da volta da Katerina Siniakova ao número 1 com o título de San Diego, a atualização da lista desta segunda-feira recolocou a belga Elise Mertens como número 1 de duplas, seguida pela parceira, a australiana Storm Hunter.

Mertens e Hunter conquistaram no sábado o título de duplas no WTA 1000 de Guadalajara vencendo a canadense Gabriela Dabrowski e a neozelandesa Erin Routliffe por 3/6, 6/2 e 10-4. Este é o segundo título da parceria, que também venceu o o WTA 1000 de Roma em maio .Elas também foram finalistas de Wimbledon. Canhota de 29 anos, a australiana tem agora sete títulos de duplas na WTA. Mertens, de 27 anos, tem 18 conquistas no circuito.

Elise Mertens vai para sua 24ª semana como número 1 do mundo, posição que ela ocupou pela primeira vez em maio de 2021. A belga não liderava o ranking desde agosto do ano passado. Já Hunter alcança o melhor ranking da carreira. A australiana, aliás, é bicampeã em Guadalajara. Ano passado, ela ganhou ao lado da brasileira Luísa Stefani. Como a edição de 2022 foi no final de outubro, ela teve a oportunidade de somar pontos, enquanto Stefani se manteve no atual décimo lugar.

Entre as vice-campeãs, Gabriela Dabrowski permanece na nona posição do ranking. Já Erin Routliffe ultrapassou cinco concorrentes e assumiu o 15º lugar. Gabriela Dabrowski, de 31 anos, tem 14 títulos no circuito de duplas da WTA. Já Erin Routliffe, de 28 anos, venceu quatro torneios no circuito. A parceria conquistou recentemente o US Open.

No atual ranking de duplas Katerina Siniakova é a terceira colocada, Pegula e Gauff dividem a quarta posição, enquanto Barbora Krejcikova é a sexta colocada. Na corrida para o Finals, a dupla norte-americana está em primeiro lugar, seguidas por Mertens e Hunter em segundo e pela parceria tcheca em terceiro.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE