PLACAR

Camila Giorgi encerra a carreira de maneira silenciosa

Foto: WTA

Roma (Itália) – De maneira silenciosa e surpreendente, a italiana Camila Giorgi deu fim à sua carreira como tenista profissional. Aos 32 anos de idade, a jogadora apareceu repentinamente nesta semana na lista de atletas aposentadas da Associação Internacional de Integridade do Tênis (ITIA), que é atualizada a cada sete dias.

Sem nenhum anúncio oficial por parte da tenista, da WTA ou de qualquer pessoa do seu entorno, Giorgi deixa as quadras após 19 temporadas no circuito. Dona de quatro títulos na elite do tênis feminino, o maior deles no WTA 1000 de Montréal em 2021, a italiana teve como melhor ranking da carreira o 26º sexto lugar em outubro de 2018. Ainda constando na lista da WTA, ela aparece nesta semana na 116ª posição.

A última partida de Camila Giorgi aconteceu no dia 23 de março, em duelo válido pela segunda rodada de Miami. Na ocasião, ela foi derrotada pela polonesa Iga Swiatek com um duplo 6/1. Sua última vitória foi na fase anterior do torneio ao bater a também polonesa Magda Linette por 6/4 e 6/2.

Currículo de Camila Giorgi

Conhecida por um estilo de jogo agressivo e bolas bem pesadas, a italiana foi descoberta aos oito anos de idade pelo lendário treinador norte-americano Nick Bollettieri, que lhe ofereceu um programa de treinamento por sete meses, algo que até então só havia sido feito para Maria Sharapova.

No profissional, Giorgi conquistou ao todo nove títulos. Além da façanha de Montréal em 2021, ela venceu os torneios de ‘s-Hertogenbosch (2015), Linz (2018) e Mérida (2023), bem como outros cinco eventos de nível ITF, sendo dois W25 e três W50. A italiana também disputou outas seis finais e chegou às quartas de final nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pela Itália, fez parte da equipe nacional na Billie Jean King Cup entre 2014 e 2016 e de novo em 2019.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Em Grand Slam, os melhores resultados de Giorgi foram as quartas de final de Wimbledon em 2018 e as oitavas de Roland Garros em 2022 e do US Open em 2013. No Aberto da Austrália ela nunca passou da terceira rodada, atingindo essa fase em cinco oportunidades.

Algumas das vitórias mais memoráveis de Camila foram obtidas sobre três ex-número 1 do mundo. No US Open de 2013, ela saiu do quali e bateu na terceira rodada a dinamarquesa Caroline Wozniacki, cabeça de chave 6, com uma virada por 4/6, 6/4 e 6/3. No ano seguinte, em Indian Wells, ela mais uma vez superou a fase prévia e derrubou na terceira rodada a russa Maria Sharapova, quarta principal inscrita, por 6/3, 4/6 e 7/5. Por fim, na grama de Eastbourne, também em 2014, ela venceu a convidada bielorrussa Victoria Azarenka pelo placar de 4/6, 6/3 e 7/5.

18 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Aryno Swionteko
Aryno Swionteko
19 dias atrás

Grande jogadora. É uma pena parar de jogar, mas enfim, é o destino de todos.

rafael luis
rafael luis
19 dias atrás

Gata!!!! A jogadora mais bonita do circuito WTA. No entanto, aparentemente nao fazia questao de ser simpatica nem com a torcida e nem com as demais jogadoras do circuito. Suas comemoracoes e cumprimentos junto a rede eram gélidas..

Benedito Santos Ribas
Benedito Santos Ribas
19 dias atrás

Gosto muito do estilo de jogo dela. Vai deixar saudades! Boa aposentadoria pra ela!!!

Leonel
Leonel
19 dias atrás

Quando o profissional passa a ser coadjuvante muitas vezes ele já se manda. A debandada tá grande atualmente depois que Ashiley Barty abandonou no auge. O tênis é apaixonante porém não tanto quanto antes e muitos atletas não querem se submeter a treinamentos exaustivos e jogando toda semana. Hoje o pessoal tá mais descolado. Penso também que o Big3 desestimulou 2 gerações pq ninguém ganhava deles e então cada atleta questionou o que tô fazendo aqui? Se a trinca fechou o caminho. Tudo girou em.torno.deles e os demais viraram coadjuvantes. Realmente ficou intransponível o caminho pra chegar a ser numero 1. Bom de um lado porém ruim de outro a era Big3.

Luiz Fernandes
Luiz Fernandes
19 dias atrás
Responder para  Leonel

Concordo,o treinamento depois dos 30 vai ficando muito difícil e os resultados começam a não aparecer como antes. Claro que há variações entre um e outro, no geral é isso.

Luiz Fernandes
Luiz Fernandes
19 dias atrás
Responder para  Leonel

Lembro de uma entrevista do Gilles Simon dizendo que tava chato, muito chato, pra eles naturalmente kkkk, o Djokovic estava ganhando tudo, Federer estava em decadência depois de também ganhar tudo e Nadal reinando no saibro. Sempre fui Federer, mas o Sérvio com 37 anos e ainda número 01 com chances de vencer Slans. Não acredito que aparecerá outro trio desses, duvido até que alguém repita o que fizeram esses caras. Mais de 60 Slans dividos em 3 e quase empatados, fora os títulos restantes.

João Sawao ando
João Sawao ando
19 dias atrás

Uma das tenistas mais bonitas do circuito. Uma pena

Gustavo
Gustavo
19 dias atrás
Responder para  João Sawao ando

A tenista se aposenta e o comentário é sobre a beleza dela…

André Aguiar
André Aguiar
19 dias atrás

Teve azar de ser filha de um pai dominador e amalucado.

Andre Borges
Andre Borges
19 dias atrás

Agora aquela temporada de treinos com o Mouratoglu, aquela ciclada boa e em 18 meses a volta triunfal aos torneios.

F.F.
F.F.
19 dias atrás

Tenista mais linda da WTA
Uma pena

Fábio
Fábio
19 dias atrás
Responder para  F.F.

Ela tem cara de choro

Flávio
Flávio
19 dias atrás
Responder para  F.F.

F.F bonita é mesmo ela a Ribakina, Sabalenka,Garcia são de chamar a atenção, mas a italiana ultimamente usava o tênis apenas para mostrar suas belas pernas, né. kkkk

Rockton
Rockton
19 dias atrás

Muito gata. Vai ganhar mais dinheiro com trabalhos como modelo e coisas relacionadas a moda do que com o tênis.

Paulo Mala
Paulo Mala
19 dias atrás

Puxa, que chato. Uma das tenistas mais belas do circuito.
Grande perda de plantel para a já desinteressante Wta

Paulo A.
Paulo A.
19 dias atrás

Linda a Camila. E batia um bolão; muita potência nos golpes…

Vinicius Rocha Biscaro
Vinicius Rocha Biscaro
19 dias atrás

Além da Giorgi, outros casos de grandes jogadoras que pararam de forma silenciosa me deixou saudosista, sempre fui fã de Svetlana Kuznetsova, e ela simplesmente parou de se inscrever nos torneios a partir de 2021 se não me engano…. e ela era craque demais!

Vinicius Rocha Biscaro
Vinicius Rocha Biscaro
19 dias atrás

Saudades de outros nomes que pararam de maneira silenciosa, como Nadia Petrova, Jelena Jankovic além da sensacional Svetlana Kuznetsova, campea de slams, craque de bola….

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE