PLACAR

Bia volta a jogar em SP após 8 anos: “É especial”

Foto: Marcello Zambrana/DGW

São Paulo (SP) – O confronto entre Brasil e Alemanha pela Billie Jean King Cup será especial para Beatriz Haddad Maia. A número 1 do país terá a oportunidade de jogar em sua cidade natal e num palco de muita história para o tênis e o esporte brasileiro, o Ginásio do Ibirapuera. Cerca de oito mil ingressos já foram vendidos para os duelos que acontecem na sexta e sábado.

Bia ficou sete temporadas sem jogar nenhuma competição no Brasil, desde o WTA de Florianópolis de 2016, até novembro do ano passado, no confronto contra a Coreia do Sul em Brasília. Seu último torneio na capital paulista foi há mais de oito anos, ainda pelo circuito da ITF.

“O Ginásio do Ibirapuera é muito especial. Gostaria de agradecer à CBT pelo trabalho e esforço de trazer o confronto para São Paulo e todo mundo que está trabalhando para tornar isso possível”, disse Bia, que terá a companhia de Laura Pigossi, Carol Meligeni e das duplistas Luísa Stefani e Ingrid Martins na equipe.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

A canhota de 27 anos falou também sobre as condições da quadra. A combinação da quadra coberta com uma altitude de 760m da capital paulista faz com a velocidade da bola seja mais alta que em outros torneios no saibro.

“Treinei duas vezes, estou vindo de uma condição um pouco mais lenta, mas todas as meninas estão acostumadas com um pouco de altitude”, avaliou. “A quadra está super boa, estamos nos sentindo super bem, cada vez mais. Agora é trabalhar o melhor possível para chegar para competir na sexta-feira e deixar tudo em quadra”.

14 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Jorge Luiz
Jorge Luiz
1 mês atrás

Beatriz Haddad Maia, orgulho do Brasil

Paulo A.
Paulo A.
1 mês atrás
Responder para  Jorge Luiz

Que se sinta motivada e, empurrada pela torcida, dê mais alegrias ao Brasil.

Bukele
Bukele
1 mês atrás

Legal, mas a real a gente já sabe: Bia vai precisar jogar o que não vem jogando desde o 500 de Dubai pra fazer o Brasil ganhar, pq tirando ela não temos uma 2a jogadora nas simples capaz de encarar tenistas top 100. Pro Brasil passar de fase aí no 1º escalão só tem um método, Bia ganhar 2 jogos e a dupla vencer. A Pigossi ou a Carol Meligeni ganharem jogos é algo com o qual não dá pra contar muito, a chance é bem baixa. No papel o Brasil tem um bom time, talvez o melhor de todos os tempos, mas colocar isso em prática é outra história. Quero ver a Bia surrando a Alemanha

Blumenau
Blumenau
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Concordo totalmente com seu comentário, parabéns pela clarividência!!!

Adalberto
Adalberto
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Na real, o esporte é emocionante porque combina paixão, desafio, emoção e conexão humana.
Na antiguidade e mesmo na idade média, muitas vezes a vida estava em jogo.
Hoje é a glória, o poder, o sucesso e a grana! Por isso é paixão global!
E esse nosso querido tênis de quadra é indiscutivelmente um dos esportes mais psicológicos.
Não há começo de partida sem frio na barriga para a maioria dos tenistas e torcedores!
Claro, a Bia não vem bem, mas por isso tem uma nova chance de mostrar o belo tênis que tem e já mostrou isso!
VQV BIA!
VQV BRAZUCAS!

André Aguiar
André Aguiar
1 mês atrás
Responder para  Bukele

No papel (ranking), a equipe brasileira é favorita: Bia tem melhor ranking que todas as adversárias; idem para a dupla Bia-Luisa, considerando a soma dos rankings das duas.
Fora isso, a Laura tem condição de bater a Tatjiana Maria, haja vista o equilíbrio observado no último confronto realizado na Alemanha.

Última edição 1 mês atrás by André Aguiar
João Sawao ando
João Sawao ando
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Sim .é isso que tem que acontecer

Nogueira
Nogueira
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Nogueira

Andre Borges
Andre Borges
1 mês atrás

Não sei pra que fazem essas entrevistas, daria no mesmo um comunicado oficial: “estou me sentindo bem, a quadra está ótima, as condições estão favoráveis, o clima está lindo, temos que respeitar a Alemanha, sabemos que é um confronto difícil, mas vamos dar o nosso melhor pra conseguir essa vitória pra torcida brasileira que está linda e vai comparecer em peso”. Pronto trocando os detalhes serve pra qq esporte em qq momento e em qq circunstância. Acho um pé no saco fazer o atleta ir até algum lugar por a cara dele e recitar esse texto pré escrito.

Carlos Carcamino
Carlos Carcamino
1 mês atrás

Só tá levando chapuletada, as duplas idem …….É uma oportunidade para mostrar jogo real e não a dondoca das mídias.

wagner
wagner
1 mês atrás

absolutamente nada contra ele. mas será que a Bia não deveria trocar de tecnico. a gente sente que ela está desmotivada. sem a garra que sempre foi sua marca.

Andre Borges
Andre Borges
1 mês atrás
Responder para  wagner

Galera entrou no modo papagaio com esse assunto. Ninguém entende nada de absolutamente nada mas bora repetir que tem q trocar o técnico, no melhor estilo torcida organizada de futebol.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
1 mês atrás

Com relação à promoção e divulgação da competição, tem o trabalho da mídia, jornalistas e repórteres em geral, tem a divulgação das marcas dos patrocinadores e tem muita gente do público que gosta de ver e ouvir os seus ídolos dando declarações. Se houvesse um comunicado formal e frio, muita gente não ia gostar, as marcas dos patrocinadores não iam ser divulgadas. E não acredito que seja um discurso pré-fabricado usado para todos os tenistas. Até prova em contrário, acredito na sinceridade dos atletas. Quanto ao rótulo de “dondoca da mídia” que usaram aqui, essa posição foi conquistada pela Bia, graças aos seus resultados, sua simpatia e seu carisma. Eu acho que muitas vezes há um exagero por parte da mídia, mas isso faz parte do pacote porque existem vários interesses envolvidos.

Adalberto
Adalberto
1 mês atrás

Concordo!
A Bia, com toda sua aplicação e anos de dedicação a esse esporte é merecedora de receber os ‘louros’, admiração e tietagem dos que gostam de Tênis!
Ademais, foram mais de 50 anos esperando alguém como ela!
Claro, no pacote vem junto as ilusões da perfeição dos ídolos imbatíveis, super-heróis, como os da Disney e os da mitologia! kk…
O endeusamento é usado pela mídia, que é puro Mkt!
Mas na verdade esse esporte de alta performance e porrada em todo torneio e qualquer vacilo o oponente aproveita e daí a frustração dos arrebatadas e cegos torcedores…
Vida que segue…
A Bia tem tênis para estar onde está! Simples assim!
VQV Bia e brazucas!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE