PLACAR

Becker pede que Kyrgios respeite a história do tênis

Foto: Eurosport

Munique (Alemanha) – Depois de uma extensa discussão com Nick Kyrgios nas redes sociais na última semana, Boris Becker voltou a falar sobre a polêmica comparação de gerações feita pelo jogador australiano. Em seu podcast no Eurosport, o alemão enfatizou a importância dos jogadores do passado e pediu para que o vice-campeão de Wimbledon em 2022 respeitasse a história do tênis.

“Simplesmente, você tem que respeitar o passado do nosso esporte, bem como agradecer publicamente aos ex-jogadores. Você deveria ser grato por eles existirem, pois sem eles o circuito não continuaria a existir.”

“Financeiramente, nunca houve tantos prêmios e tanta publicidade como hoje. Por quê? Por causa das lendas deste esporte. Todos esses jogadores possibilitaram que Nick Kyrgios não jogasse tênis o ano todo e, ainda assim, conseguisse ganhar a vida”, complementou Becker.

Relembre o caso

Na última semana, Kyrgios fez uma comparação entre as gerações do tênis profissional masculino, afirmando que o esporte “era muito lento antes” e citou o dono de seis títulos de Grand Slam. “Assisti Boris Becker e não quero dizer que eles não fossem bons em suas épocas, mas dizer que eles seriam bons hoje é um absurdo”, deixando entender que tudo se limitava ao saque.

Ao tomar conhecido do ocorrido, Becker respondeu ao australiano no próprio Twitter. “Nick tem feito muito barulho, mas por que ele fala de um esporte que aparentemente detesta? O fato é que ele jamais ganhou um Grand Slam como tenista ou técnico (ah, um de duplas), então qual a credibilidade vindo dele?”, rebateu o alemão de 56 anos.

Então a réplica do australiano foi imediata. “Derrotei Federer, Nadal, Djokovic, Murray, então acho que tenho uma pequena credibilidade. Mas não é preciso ser um cientista para ver que Novak o varreria da quadra no seu auge. Não é um ataque, é um fato”, disparou.

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
5 meses atrás

Nick Kyrgios, mais uma vez, perdeu uma grande oportunidade de ficar quieto. Cada lenda do passado se destacou com os recursos que tinham em cada época. Se as lendas do passado jogassem hoje, seriam melhores do que foram porque os recursos de hoje são melhores que os do passado. Pode ser que o Boris Becker, no seu auge, perdesse para o Novak Djokovic, mas contra o Nick Kyrgios ele teria vantagem. Se fossem contemporâneos, o histórico de confrontos seria favorável ao Becker.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
5 meses atrás

Será que daqui 20 anos irão se lembrar do Nick Kyrgios? O Boris Becker se aposentou, se não me engano, em 1999, e até hoje é respeitado e reverenciado pelos amantes do tênis.

Jose Carlos
Jose Carlos
5 meses atrás

Esse jogador kirios, só existe porque fala demais, olhas os jogadores da época lendel, Sampras, agassi, Becker, Borg, edberg, gente só pode ser um estrume falando, só quem viveu essa época pode falar, guga nosso brasileiro ganhou duas vezes do federer, três grand slam e é respeitado, só da crédito para ele essa geração que se acha melhor que seus pais!

Carlos
Carlos
5 meses atrás

Quem é Kyrgios?

Renato
5 meses atrás

Eterno imbecil

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE