PLACAR

Badosa e Andreescu largam bem, Andreeva cai na estreia

Paula Badosa (Foto: Jimmie48/WTA)

Londres (Inglaterra) – No encontro entre duas ex-integrantes do top 10, Paula Badosa levou a melhor sobre Karolina Muchova e estreou com vitória na grama de Wimbledon. A espanhola marcou as parciais de 6/3 e 6/2 em 1h21.

As duas jogadoras se recuperaram de recentes lesões, sendo que Badosa ficou fora durante todo o segundo semestre do ano passado por um problema crônico nas costas e voltou ao circuito em janeiro, enquanto Muchova operou o punho direito e estava sem jogar desde o US Open até o início da temporada de grama.

Ex-número 2 do mundo, Badosa está com 26 anos e ocupa o 93º lugar do ranking da WTA. A espanhola faz sua quinta aparição na chave principal de Wimbledon e chegou duas vezes às oitavas, em 2021 e 2022. Ano passado, se retirou na segunda rodada.

Grande rodada das jovens tchecas

A adversária de Badosa na próxima fase será a jovem tcheca de 17 anos Brenda Fruhvirtova, 88ª do ranking, que venceu uma adversária da mesma idade, a russa Mirra Andreeva, 23ª do mundo e semifinalista de Roland Garros, por 1/6, 6/3 e 6/2. O confronto entre elas é inédito no circuito.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Outra vitória tcheca na rodada veio com Linda Noskova, de 19 anos e 26ª do ranking, que derrotou a italiana Sara Errani por 7/6 (7-3) e 6/1. Noskova desafia na próxima rodada a canadense Bianca Andreescu, ex-top 5 e atual 176ª do ranking, que derrotou a romena Jaqueline Cristian por 6/4 e 6/2.

Assim como Badosa e Muchova, Andreescu é mais uma jogadora voltando de lesão na atual temporada. A canadense sofreu uma fratura por estresse nas costas e ficou sem jogar desde agosto do ano passado até retornar ao circuito em Roland Garros. Há 15 dias, disputou a final do WTA 250 de ‘s-Hertogenbosch, no início da temporada de grama.

A boa notícia para a família Andreeva foi a vitória de sua irmã mais velha, Erika, que entrou na chave após a desistência de Aryna Sabalenka. A jogadora de 20 anos e 101ª do ranking aproveitou a vaga de lucky-loser para vencer a norte-americana Emina Bektas. Sua próxima rival é a croata Donna Vekic, que venceu a canhota chinesa Xiyu Wang por 3/6, 6/3 e 6/4. Vekic chegou à final de Bad Homburg na semana passada.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE