PLACAR

ATP deve testar mudanças de regras em Madri

Foto: ATP Tour

Madri (Espanha) – Com o objetivo de reduzir o “tempo morto” das partidas, encurtando o tempo de descanso dos jogadores e o intervalo entre um ponto e outro, a ATP deverá fazer uma série de testes durante o Masters 1000 de Madri. Segundo divulgado pelo portal britânico Inews, as medidas ainda precisarão ser aprovadas pelo conselho da associação masculina nesta semana, mas se tudo ocorrer como esperado serão colocadas em prática no torneio de duplas na capital espanhola.

Dentre as mudanças previstas, os atletas terão apenas 15 segundos para iniciar o próximo ponto caso a jogada anterior tenha tido três rebatidas ou menos, assim como já foi feito no Next Gen Finals no ano passado. Se essas três tacadas forem ultrapassadas, os tenistas terão os habituais 25 segundos para colocar a bola em jogo novamente.

Outro aspecto que pode ser testado tem a ver com o descanso dos jogadores. Eles não poderão ficar sentados no banco durante todo o primeiro set, em vez de terem os tradicionais 90 segundos de pausa a cada dois games. Para compensar, ao final do set eles teriam mais tempo para se recuperarem antes de iniciar a próxima parcial.

Por fim, a terceira e última medida que pode ser colocada à prova alteraria a formação das chaves de duplas, visando facilitar a participação de jogadores de simples. Neste caso, seriam reservadas 13 vagas para parcerias formadas por jogadores de simples, enquanto outros 16 lugares seriam destinados aos especialistas de duplas, com base no ranking da especialidade. Outros três convites seriam oferecidos para completar a chave.

19 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Andre Borges
Andre Borges
20 dias atrás

Bem legal essas mudanças na dupla reservando vaga pros simplistas, assim teremos diversos abandonos, entregas, simulações de contusões dos simplistas fazendo com que o torneio de duplas não tenha rodadas finais. O que facilita bastante pras casas de apostas também.

Sociedade da Neve
Sociedade da Neve
20 dias atrás

Podem até não gostar da Next Gen, mas para haver mudanças no tênis, nenhum torneio é melhor que o Next Gen pra se testar e acostumar o público as mudanças

Daniel Padilla
Daniel Padilla
20 dias atrás

que coisa confusa hein……..pra que simplificar se podemos piorar……….os jogadores não conseguirão mais nem pensar em tática, só “tenho dez seg pra sacar”, “agora não posso sentar”………detestei

Paulo Mala
Paulo Mala
20 dias atrás

Não gostei. De certa forma é interessante essa do tempo para sacar se não houve rally grande. Mas fica ruim pro jogador, ter que ficar pensando quantos golpes foram dados, se tiver um painel mostrando, creio que ok…
E sobre simplistas em duplas, eu voto em regras mais rígidas para NÃO participarem. Tem que seguir o ranking…. se o cada tiver ranking de duplas para entrar, blz
Duplas já é um ganha pão complicado e ainda ter que dividir com simplistas, é complicado

Victório Benatti
Victório Benatti
20 dias atrás

Como tenista que sou, não gostei das mudanças. Também não entendí o real objetivo destas mudanças. Quer dizer que os tenistas deverão contar na quadra – e em pleno jogo – quantas rebatidas eles podem dar para ter 15 segundos ou 25 segundos para sacar? Vai dar confusão… E o descanso de 1 minuto e meio após 2 games? Com a nova regra não terão este descanso. Só após fechar o set!!!

F.F.
F.F.
20 dias atrás

Nada está tão ruim que não possa piorar

Daniel Macedo
Daniel Macedo
20 dias atrás

Tudo pela TV. O jogo e os jogadores são o de menos.

Mitzi
Mitzi
20 dias atrás
Responder para  Daniel Macedo

Verdade! Tenista nao e’ maquina!

Marco Antônio Varella
Marco Antônio Varella
20 dias atrás

No caso das duplas, estão pensando no público, mas não nos jogadores. Duplista já ganha pouco e se tiverem as inscrições limitadas, piorou.

Rubem Barros
Rubem Barros
20 dias atrás

Encurtar os tempos entre os pontos e games com o nível de competitividade atual é sacrificar demais os jogadores e, provavelmente, o espetáculo. Os next gen são garotos, ainda com todo o fôlego do mundo, não servem como parâmetro para os last gen. Isso é coisa de quem quer acelerar as transmissões de TV. Espero que os tenistas não aceitem. O Nadal, se consultado, seguramente se oporá às medidas.

Yuri
Yuri
20 dias atrás
Responder para  Rubem Barros

Acho que para a TV é melhor ter intervalos entre os games do que não ter.

Milton Frank
Milton Frank
20 dias atrás

A principal mudança não foi nem proposta… acabar com o NET. Saque bateu na rede e entrou na área certa tem de valer, mesmo porque o acaso faz parte do jogo.

Celso Almeida
Celso Almeida
20 dias atrás
Responder para  Milton Frank

As vezes nem bate na rede ,passa perto e da sinal,tbm teria que acabar com o segundo saque ,este só prioriza os gigantes ,

João Sawao ando
João Sawao ando
20 dias atrás
Responder para  Milton Frank

Concordo

Edison
Edison
20 dias atrás

Concordo. Não tem sentido o jogador fazer um ace e ficar se enrolando 25s para o próximo saque.

Edson
20 dias atrás

Se a ideia é agilizar o jogo e possibilitar a transmissão na TV, penso q o melhor seria acabar com o deuce. Joga sem vantagem ou no máximo um deuce.

Refaelov
Refaelov
20 dias atrás

Só n concordei com a parte das duplas, o resto tá corretíssimo, tem q tentar fazer o possível msm pra maximizar o tempo de jogo efetivo em relação à duração da partida..

Última edição 20 dias atrás by Refaelov
Eric
Eric
19 dias atrás

Não gostei desse negócio de reduzir o tempo entre os games, o atleta não poder ficar sentado. Acredito que um tempo que poderia ser melhor controlado é exatamente entre um set e outro. Porque há atletas que usam como padrão, fazer uma pausa indo ao banheiro.

Manoel Rocha.
Manoel Rocha.
18 dias atrás

Essas alterações propostas são praticamente inócuas. A mudança que se faz necessária com urgência é acabar com o LET no saque, que além de não fazer sentido, só serve pra atrasar a partida.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE