PLACAR

Árbitro venezuelano é banido após envolvimento com apostas

Londres (Reino Unido) – Em mais um caso grave envolvendo a participação de profissionais do tênis em esquemas de apostas e manipulação de resultados, o árbitro venezuelano Armando Belardi foi banido do esporte após cometer 26 violações do Programa Anticorrupção do Tênis (TACP). A pena foi divulgada nesta segunda-feita pela Agência Internacional para a Integridade do Tênis (ITIA).

Belardi, que atuava apenas em eventos de nível nacional em seu país e já havia cumprido uma suspensão de 30 meses por não cooperar com investigações, mais uma vez não respondeu às acusações da ITIA e acabou levando a punição máxima, além de uma multa no valor de US$ 75 mil. O caso foi decidido pela auditora anticorrupção independente Janie Soubliere.

A entidade afirma que, ao não responder às acusações, Belardi consentiu efetivamente a responsabilidade por todas as violações e acedeu às sanções. Dentre as infrações cometidas pelo árbitro estão a facilitação de apostas, manipulação de resultados e suborno a atletas para influenciar no placar das partidas.

A punição de Armando Belardi entrou em vigor no dia 7 de maio de 2024, data da decisão. Como tal, ele está permanentemente proibido de participar de qualquer evento de tênis autorizado ou sancionado pelos membros da ITIA ou qualquer associação nacional.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE