PLACAR

Após nove anos, Djokovic volta à semifinal de Monte Carlo

Foto: ATP Tour

Monte Carlo (Mônaco) – Duas vezes campeão do Masters 1000 de Monte Carlo, o sérvio Novak Djokovic não disputava uma semifinal no torneio desde sua última conquista, em 2015. Nesta sexta-feira, ele acabou com esse jejum ao bater o australiano Alex de Minaur em sets diretos, marcando o placar final de 7/5 e 6/4, em batalha de 2h05.

Ao alcançar pela 77ª vez uma semi de Masters 1000, o número 1 do mundo se isolou como o tenista que mais vezes chegou à penúltima rodada neste nível de torneio, deixando para trás o espanhol Rafael Nadal, que tem 76. O suíço Roger Federer é o terceiro com 66 semis. O britânico Andy Murray (33) e o norte-americano Andre Agassi (32) completam o top 5.

Na semana em que se tornou o mais velho líder do ranking, Djokovic também vai escrevendo seu nome nas marcas de longevidade e já é o sexto com mais idade a disputar uma semi de Masters 1000, aos 36 anos e 10 meses. Ele precisará jogar um pouco mais para superar as seis primeiras marcas, todas ainda nas mãos de Federer.

Terceiro entre os tenistas com mais títulos na ATP, Djokovic está bem perto da 100ª taça da carreira, precisando de apenas mais duas para atingir a marca centenária. Sua 99ª conquista pode vir nessa semana, mas para isso precisa superar a semi contra o vencedor da última partida do dia, entre o francês Ugo Humbert e o norueguês Casper Ruud, e depois a final no domingo.

A partida contra De Minaur começou com chances para ambos os lados, o australiano perdeu dois break-points no primeiro game e salvou dois no segundo, mas depois disso elas só voltaram no final. Djokovic perdeu um set-point devolvendo em 5/4, evitou uma quebra no 5/5 e teve mais três set-points no 6/5, aproveitando o último deles para fechar o set.

Se na primeira parcial a quebra veio só no fim, na segunda aconteceram em profusão. Foram seis consecutivas entre o segundo game e o sétimo, três para cada lado. De Minaur encerrou a sequência ao confirmar no oitavo, Djokovic fez o mesmo no nono e em seguida anotou novo break para fechar o jogo e se tornar o terceiro semifinalista do torneio deste ano.

Um dos jogadores mais consistentes do circuito, Djokovic não esteve em dia muito inspirado, terminando com 12 bolas vencedoras e 18 erros não forçados. Com o saque ele também não foi brilhante, venceu 63% dos pontos disputados, com aproveitamento de 64% com a primeira bola e 59% com a segunda.

19 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás

Há muito que não assistia um jogo tão horroroso! Ambos jogaram muito abaixo, principalmente no saque!

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás

Não gostei de Djoko hoje.

Desperdiçou muitos break points;
Perdeu 3 saques no segundo set;
Errou muito.
Tem que evoluir para RG.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás

Foi muito difícil para o GOATaço incontestável, sentindo o calor e o peso da idade, mas o importante é que passou e não virou freguês do Di Menor.

Thiago Pereira
Thiago Pereira
1 mês atrás

Não jogou bem o predador. Voltou a está errático. Aliás, ambos os jogadores. Foi um jogo feio de se assistir. É visível que ele não está bem fisicamente. Por isso, tenho dúvidas ,se ele vai conseguir seguir adiante. Mas é o Djokovic, e mesmo não estando bem,ele pode vencer qualquer jogador. Está a duas vitórias de ser o único a ter pelo menos três masters em cada um dos masters mil. Seria mais um recorde pra sua incrível carreira.

Caio quintas "poderoso piupiu"
Caio quintas "poderoso piupiu"
1 mês atrás

O djokovic q coração, ainda mais contra o deminaur q é um jogador muito físico muito coração.
Eu tava desanimado na minha vida com os problemas que tive nesse país difícil e ver aquela final de cincinnati foi demais aquilo ali meu deu uma injeção de força de vontade enorme

Vanderlei Stefani
Vanderlei Stefani
1 mês atrás

Djokovic calando a boca dos “entendedores” de tênis.

João Silva
João Silva
1 mês atrás
Responder para  Vanderlei Stefani

O Meligeni já estava dando ele como aposentado também né.

Antonio Brasil
Antonio Brasil
1 mês atrás

Realmente, o jogo foi muito ruim, principalmente no segundo set.

JIMMY AZEVEDO
JIMMY AZEVEDO
1 mês atrás

Calor do caramba, mas deu para vencer esse australiano enjoado. Idemoooooooo.

Dennis Silva
Dennis Silva
1 mês atrás

Djokovic ganhou mas mostrou que não está 100% fisicamente. Terminou muito cansado. Precisa melhorar a parte física p os próximos torneios.

Guilherme Ribeiro
Guilherme Ribeiro
1 mês atrás

Novak vai para sua 77º semifinal de Master1000, passando as 76 de Nadal. Será a oitava semifinal em Monte Carlo.

Alessandro Siqueira
Alessandro Siqueira
1 mês atrás

77 vezes em uma semifinal de Master 1.000. Faltam palavras para descrever a excelência do sérvio.

Luiz Henrique
Luiz Henrique
1 mês atrás

Ele pode atingir a impensável marca de 3 títulos em todos os torneios grandes (1000, Finals e GS). Que loucura. Eu queria era ver Nadal ganhando uma última vez lá, mas está difícil

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás

Por que não liberaram meu comentário?

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás

Ele fez as pazes com o australiano. Achei que fossem continuar “inimigos” com um cumprimento gelado na rede. Que bom para o esporte.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
1 mês atrás
Responder para  Paulo Almeida

Esse é Novak Djokovic.

Wilson
Wilson
1 mês atrás

Mesmo n jogando bem, é muito difícil vencer o Djoko.
Esse cara n é humano.

Rafael
Rafael
1 mês atrás

O sérvio jogou abaixo, mas jogar mal e ganhar faz parte também. E ele vai subir o nível na semi! Idemo!!

Gusmão
Gusmão
1 mês atrás

Força Djokovik.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wild enfrenta inspirado Monfils e a torcida francesa em Paris

A homenagem de Roland Garros ao adeus de Alizé Cornet

PUBLICIDADE