PLACAR

Após lesão, Evans teme perder Wimbledon e os Jogos Olímpicos

Foto; LTA

Londres (Inglaterra) – As esperanças de Daniel Evans de jogar em Wimbledon e nas Olimpíadas de 2024 estão por um fio. O britânico de 34 anos, que deveria jogar em duplas com Andy Murray nos Jogos de Paris foi forçado a desistir da partida da primeira rodada no ATP 500 do Queen’s devido a uma lesão no joelho depois de escorregar para trás da linha de base durante a partida contra Brandon Nakashima.

O britânico precisou de tratamento no joelho, mas não conseguiu continuar e foi forçado a largar a partida. O incidente ocorre menos de duas semanas antes do início do terceiro Grand Slam do ano e Evans afirmou que não sabe se estará em condições de jogar. ‌“Estou com o coração partido neste momento”, declarou o britânico

“É provavelmente a pior coisa que você pode fazer na grama. Sua perna vai para um lado e seu corpo vai para um outro. Todos nós já vimos esse tipo de movimento antes. Você estremece se estiver assistindo e espera que não seja tão ruim se isso estiver acontecendo com você. Ouvi um estalo na virilha, mas parecia estar tudo bem. Acho que é o ligamento colateral medial (no joelho)”, comentou Evans.

“Tenho que esperar 48 horas, me acalmar e depois fazer um exame. Sim, estou preocupado. Estou um pouco no limbo”, comentou Evans, que se recusou a culpar as quadras pela lesão, mas continuou lamentando o ocorrido. “Se eu perder as Olimpíadas ou Wimbledon, será difícil de engolir, sem dúvida”, finalizou o atual 59 do mundo.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Fils vence a grande batalha de Hamburgo em cima de Zverev

Veja como Zheng chegou ao bicampeonato em Palermo

PUBLICIDADE