PLACAR

Alcaraz vence de novo em 3h e consegue revanche

Foto: Western & Southern Open

Cincinnati (EUA) – Pela segunda semana consecutiva, Carlos Alcaraz e Tommy Paul se enfrentaram por um Masters 1000 preparatório para o US Open. Mas depois da vitória do norte-americano em Toronto, o número 1 do mundo deu o troco em Cincinnati e garantiu vaga nas quartas de final depois de vencer por 7/6 (8-6), 6/7 (0-7) e 6/3 em 3h09 de partida, além de duas paralisações por chuva.

O resultado também iguala o histórico de confrontos entre Alcaraz e Paul no circuito, agora com duas vitórias para cada lado. Este ano, o espanhol já havia vencido o rival em Miami. Já o atual 13º do ranking levou a melhor nas duas últimas edições do Masters canadense.

Foi o segundo jogo de 3h que Alcaraz fez no torneio, repetindo a partida contra o australiano Jordan Thompson na estreia. Ele enfrenta nas quartas de final o australiano Max Purcell, 70º do ranking, que faz uma grande campanha no torneio. Algoz do número 7 do mundo Casper Ruud na segunda rodada, Purcell eliminou também o suíço Stan Wawrinka, ex-top 3 e atual 58º colocado, por 6/4 e 6/2.

Em um primeiro set com uma quebra para cada lado, Alcaraz precisou ter poder de reação. Ele chegou a estar perdendo por 5/2, mas devolveu a quebra quando Paul sacava para fechar e conseguiu vencer a parcial no tiebreak. O espanhol fez 14 a 12 nos winners e cometeu 19 erros não-forçados contra 20 do rival.

O segundo set foi um festival de quebras, três para cada lado, com muitas trocas na liderança. Alcaraz salvou um set-point quando perdia por 5/4 e chegou a ter três match-points quando liderava por 6/5, mas Paul confirmou o serviço e forçou o tiebreak. No game-desempate, o norte-americano foi muito superior e igualou a partida. O número 1 do mundo fez 19 a 13 nos winners, mas cometeu 26 erros contra 23.

Os match-points perdidos na segunda parcial fariam com que o espanhol esperasse por 3h15 até ter outra chance de fechar. As oportunidades perdidas e a reação do adversário não abalaram a confiança de Alcaraz, que conseguiu uma quebra logo na abertura do terceiro set. E ele vinha confirmando seus games de serviço até liderar por 4/3. O jogo foi interrompido por chuva durante mais ou menos uma hora.

Na retomada, o espanhol venceu mais um game, mas voltou a chover. Após outra hora de espera, Alcaraz voltou à quadra disposto a atacar bastante nas devoluções e teve sucesso na tática agressiva para conseguir uma nova quebra e finalmente fechar o jogo. Alcaraz fez 40 winners contra 29 e cometeu 61 erros não-forçados, diante dos 58 do rival.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE