PLACAR

Alcaraz recebe o Prêmio Nacional do Esporte de 2022

Foto: Corinne Dubreuil/ATP Tour

Madri (Espanha) – Em evento realizado nesta quinta-feira no Palácio Real de El Pardo, em Madri, Carlos Alcaraz recebeu das mãos do Rei Felipe VI o Prêmio Nacional do Esporte referente à sua performance em 2022. Naquele ano, o tenista de Múrcia foi considerado o melhor atleta espanhol, depois de ter conquistado no US Open o seu primeiro título de Grand Slam e terminado a temporada como número 1 do mundo.

Também em 2022, Carlitos faturou os Masters 1000 de Miami e Madri e os ATP 500 do Rio de Janeiro e de Barcelona. Aos 20 anos de idade, ele se tornou o quarto tenista a ganhar o Prêmio Rei Felipe, entrando para um seleto grupo que já contava com Alex Corretja (1998), Juan Carlos Ferrero (2003) e Rafael Nadal (2006, 2008 e 2017).

No feminino, outras quatro jogadoras de tênis já faturaram o Prêmio Rainha Letícia, de melhor atleta feminina do ano: Arantxa Sánchez Vicario e Conchita Martínez, em 1994, e as duplistas Virginia Ruano e Anabel Medina, em 2008. Neste ano, a vencedora da categoria foi a paratriatleta Susana Rodríguez, campeã mundial e europeia da modalidade.

Na conversa com os jornalistas durante o evento na capital espanhola, Alcaraz falou rapidamente sobre Rafael Nadal, que vem lutando contra o seu corpo para conseguir disputar aqueles que devem ser os últimos torneios de sua carreira. “Como espanhol e amante do tênis, me preocupa que Rafa possa não jogar os próximos torneios. Quero que volte rapidamente”, comentou o atual número 3 do mundo sobre a possibilidade do jogador de 37 anos não se recuperar a tempo de jogar a temporada de saibro europeia.

Alcaraz também foi abordado sobre sua rivalidade com Jannik Sinner, que o ultrapassou na lista da ATP nesta semana e agora é o novo vice-líder do ranking. “Espero que Jannik continue me pressionando para eu poder alcançar o meu nível máximo e forçarmos entre ambos uma rivalidade histórica”, afirmou o espanhol de 20 anos.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da decisão em Monte Carlo

Medvedev em outro ataque de fúria e desconta na raquete

PUBLICIDADE