PLACAR

Acordo com Luísa Stefani inaugura novo modelo de patrocínio

Foto: Luiz Cândido/CBT

Brasília (DF) – Depois de se destacar em mais uma temporada do circuito de duplas, Luísa Stefani assinou contrato com o Banco BRB que passa a ser o novo patrocinador da tenista. Vinda das conquistas de duas medalhas no Jogos Pan-Americanos do Chile, ouro nas duplas femininas e prata nas duplas mistas, a jogadora de 26 anos está em Brasília para a disputa do confronto entre Brasil e Coreia do Sul pelos playoffs da Billie Jean King Cup.

O acordo inaugura um novo de patrocínio entre o banco e os tenistas. O investimento direto na carreira de Stefani será à parte do contrato que o banco tem a CBT, abrindo espaço no orçamento da entidade para financiar bolsas de jovens jogadores.

“Depois de um ano bem positivo, fiquei muito feliz com a nova parceria. O BRB vem ajudando o esporte a crescer ao dar importante apoio ao tênis brasileiro. Este patrocínio vai me dar mais tranquilidade para fazer o calendário em 2024 e me preparar da melhor forma em busca de meus objetivos”, disse Stefani em anúncio na última quinta-feira em Brasília.

De acordo com o presidente da CBT, Rafael Westrupp, o banco destina R$ 3,5 milhões por ano para apoiar o tenistas do circuito juvenil no país. Ele afirma também que o contrato de patrocínio, assinado em 2020 e recentemente renovado é na casa R$ 13 milhões para o ciclo entre 2022 e 2024. Ainda sobre os acordos de patrocínio da entidade, o dirigente informou que a Confederação recebe R$ 3 milhões por temporada da Engie, empresa do mercado de energia elétrica. O acordo foi feito no início deste ano.

Stefani é a brasileira mais bem colocada no ranking de duplas da WTA, ocupando o 18º lugar. A paulistana de 26 anos conquistou em janeiro seu primeiro Grand Slam, nas duplas mistas do Australian Open, ao lado do gaúcho Rafael Matos. Também na atual temporada, ela venceu três WTA 500 em Adelaide, Abu Dhabi e Berlim, com as parceiras Taylor Townsend, Shuai Zhang e Caroline Garcia.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE