PLACAR

Zverev vira mais uma e encara Hurkacz na semi em Halle

Foto: Mathias Schulz/Terra Wortmann Open

Halle (Alemanha) – Assim como na primeira rodada diante do compatriota Oscar Otte, o alemão Alexander Zverev mais uma vez precisou reagir após sair atrás no placar, garantindo sua vaga nas semifinais do ATP 500 de Halle. Nesta sexta-feira, o cabeça de chave número 2 bateu o jovem francês Arthur Fils, de 20 anos e 37º colocado no ranking, marcando as parciais de 6/7 (5-7), 6/3 e 6/4 em 2h30 de confronto.

Vice-campeão do torneio em 2016 e 2017, Sascha tenta ser o primeiro tenista da casa a levantar o troféu na capital alemã desde que Florian Mayer o derrotou na decisão há oito anos. Além dele, Jan-Lennard Struff é outro jogador local que segue vivo na competição e enfrenta nas quartas de final o italiano Jannik Sinner.

Aos 27 anos, Zverev disputará sua quinta semifinal de ATP na grama, tendo duas vitórias e duas derrotas. Ele também estendeu sua vantagem para 2 a 0 no confronto direto com Fils e ampliou para 19 a 1 seu retrospecto contra tenistas franceses desde 2018, tendo como único revés neste período a eliminação para Ugo Humbert nas oitavas do próprio torneio de Halle em 2021.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Hurkacz avança e terá melhor ranking da carreira

O adversário de Alexander Zverev na semifinal será Hubert Hurkacz, que confirmou a condição de quinto principal inscrito diante do norte-americano Marcos Giron, parciais de 7/6 (7-5) e 6/4 em 1h35 de partida. Campeão em Halle há duas temporadas, o polonês de 27 anos nunca ganhou de Sascha no circuito, com três derrotas em três jogos. Este será o primeiro duelo entre eles na grama e o segundo neste ano, com uma vitória de virada do alemão na final da United Cup, em janeiro.

O triunfo também renderá a Hurkacz o melhor ranking de sua carreira, atingindo o inédito sétimo lugar na lista da ATP. Ele está deixando para trás o australiano Alex de Minaur, agora nono colocado e eliminado na primeira rodada, e o norueguês Casper Ruud, o oitavo melhor do mundo e que decidiu mais uma vez pular os torneios preparatórios para Wimbledon, optando ir direto para Londres.

Na entrevista ainda em quadra, o tenista foi avisado sobre o novo recorde pessoal e avisou que não quer parar por aqui. “Eu não sabia que era oficial. Obviamente, faltam mais seis posições para o primeiro lugar, onde Jannik [Sinner] está sentado agora. A classificação mostra quais foram seus resultados nos 12 meses anteriores. Se você puder melhorar pouco a pouco, tudo ficará bem”, frisou.

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Viviane
Viviane
1 mês atrás

Acho que ele leva Wimbledon esse ano.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Fils vence a grande batalha de Hamburgo em cima de Zverev

Veja como Zheng chegou ao bicampeonato em Palermo

PUBLICIDADE