PLACAR

Zverev larga no Finals com virada sobre Alcaraz

Foto: Corinne Dubreuil/ATP Tour

Turim (Itália) – Bicampeão do ATP Finals, o alemão Alexander Zverev largou bem em sua sexta participação no torneio nos últimos sete anos. Enfrentando o espanhol Carlos Alcaraz na primeira partida do Grupo Vermelho, ele saiu perdendo, mas depois mostrou força e resiliência para buscar a virada, fechando o jogo com parciais de 6/7 (3-7), 6/3 e 6/4, em 2h34 de confronto.

Zverev ampliou seu ótimo desempenho em estreias na competição, agora somando cinco vitórias e apenas uma derrota, que veio em 2020 sobre o russo Daniil Medvedev, que mais tarde enfrentará o compatriota Andrey Rublev pelo complemento da primeira rodada do grupo. Os vencedores medirão forças na próxima quarta-feira e os perdedores farão duelo pela sobrevivência.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Esta foi a quarta vitória do germânico em sete confrontos com Alcaraz, que havia levado a melhor nos dois últimos, ambos neste ano e sem perder set. Zverev não apenas lidera o retrospecto entre eles no geral, mas também tem vantagem nos duelos em quadras duras (3 a 1).

A partida poderia ter sido mais tranquila para Zverev, que chegou a ter vantagem no primeiro set com 3/1 no placar. Só que o alemão perdeu o saque de volta no sexto game e depois deixou escapar quatro break-points no sétimo, quando Alcaraz saiu de 0-40 para confirmar. O espanhol teve três set-points no 12º, com a devolução, mas só aturou a parcial no tiebreak, em que marcou 7-3 sobre o rival.

Logo no primeiro game do segundo set, o alemão enfrentou novo break-point, se salvou e depois disso elevou o nível. Com uma quebra no segundo game, ele abriu 3/0 na sequência e então foi firme com o saque, perdeu apenas um ponto com o serviço nos games que faltavam e administrou a vantagem até o fim para empatar o placar.

Alcaraz não conseguiu encontrar o melhor ritmo e não incomodou muito Zverev na terceira e decisiva parcial. Do outro lado, o germânico teve uma chance de quebra no terceiro game e outra no quinto, quando converteu o break e abriu vantagem. Ele se manteve firme com os serviços, só levou um susto no fim salvando um break-point no último game.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE