PLACAR

Zverev bate Dimitrov e decide contra surpresa russa

Foto: Chengdu Open

Chengdu (China) – O alemão Alexander Zverev segue fazendo valer a condição de cabeça de chave número 1 no ATP 250 de Chengdu e está na final do torneio. Nesta segunda-feira, ele teve um bom teste pela frente contra o búlgaro Grigor Dimitrov e levou a melhor em sets diretos, com o placar final de 6/3 e 7/6 (7-2), anotado em 1h50 de confronto.

Após derrotar o terceiro mais bem cotado ao título, Zverev enfrentará na decisão o surpreendente russo Roman Safiullin, que depois de eliminar o quarto pré-classificado Daniel Evans, nas semifinais foi o algoz do cabeça de chave número 2, o italiano Lorenzo Musetti, contra quem marcou parciais de 6/3 e 6/4, em 1h29 de partida.

Será a segunda vez que o russo de 26 anos e atual 55 do mundo medirá forças com Zverev no circuito, tendo pedido para ele na segunda rodada de Roland Garros em 2021. Enquanto o germânico tenta conquistar seu 21º título, o segundo na temporada, Safiullin vai atrás de uma taça inédita em sua primeira final de nível ATP.

“Com certeza foi a melhor partida que joguei aqui, apesar de achar que o jogo de ontem foi de altíssimo nível e (Miomir) Kecmanovic estava jogando muito bem. Estou muito feliz por estar na final, foi para isso que vim aqui e espero que amanhã seja outro jogo de alto nível”, comentou o alemão após bater Dimitrov.

Zverev espera um jogo duro contra Safiullin na final. “Acho que neste torneio ele tem sido um dos jogadores mais perigosos, é alguém que joga muito rápido, bate na bola com muita força, mas é alguém que às vezes falta consistência. Esta semana, obviamente está jogando extremamente bem e, quando joga assim, é um dos jogadores mais perigosos.”

A semi não poderia começar melhor para o alemão, que quebrou Dimitrov logo no primeiro game e depois administrou a vantagem até o final, para anotar novo break no nono e último game. Na segunda parcial, ele teve mais trabalho, predeu um break-point no segundo game e salvou três no terceiro, selando a vitória apenas no tiebreak, em que cedeu só dois pontos ao búlgaro.


PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE