PLACAR

WTA não confirma acordo com Arábia Saudita para o Finals

Foto: GNP Seguros WTA Finals Cancun

St. Petersburg (Flórida, EUA) – Depois do atraso e de todas as polêmicas envolvendo a organização do WTA Finals deste ano em Cancún, a WTA segue sem decidir o palco para a próxima edição do torneio que fecha o calendário do circuito feminino. Apesar das especulações sobre o interesse da Arábia Saudita em receber o evento a partir de 2024, a entidade não confirma nenhum acordo e que continua as negociações.

“Estamos discutindo com vários grupos a respeito do WTA Finals de 2024 e ainda não tomamos nenhuma decisão neste momento. Tal como acontece com todas as decisões da WTA, estamos trabalhando em estreita colaboração com as jogadoras e focados em continuar a construir um futuro forte para o tênis feminino”, disse um porta-voz da associação à Reuters.

Desde que foi criado em 1972, o torneio já passou por 13 cidades de oito países diferentes. Em 2018, a WTA fechou um acordo para o que evento fosse realizado por dez anos em Shenzhen, na China, de 2019 a 2028. Depois de a primeira edição ser realizada com sucesso, o torneio não aconteceu no ano seguinte por causa da pandemia e a partir de 2021 a entidade suspendeu todos os eventos em solo chinês devido ao o caso Shuai Peng (tal medida foi desfeita em junho deste ano).

Desta forma, o Finals não teve mais uma casa fixa desde então e foi realizado em locais distintos nas últimas edições: Guadalajara (2021), Fort Worth (2022) e Cancún (2023), esta última com atraso nas obras e as quadras sendo liberadas para treinamento apenas na véspera do início do torneio, algo que irritou todas as jogadoras.

Agora, vários meios de comunicação ao redor do mundo têm noticiado não apenas o interesse, mas que as negociações para a Arábia Saudita sediar o evento já estavam nos estágios finais para um acordo plurianual, o que foi refutado pela WTA neste momento.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE