PLACAR

WTA emite comunicado sobre situação em Israel

Miami (EUA) – Em meio ao conflito entre palestinos e israelenses, que tem dominado o noticiário na última semana, a WTA resolveu emitir um breve comunicado na última quinta-feira sobre o assunto, no qual lamenta as mortes de ambos os lados. A entidade reforçou o apoio às atletas israelitas e desejou paz na região.

“A WTA lamenta a perda de vidas inocentes em Israel, lamenta aqueles que ainda procuram entes queridos e condena os horríveis atos de terrorismo e violência na região. Apoiamos nossas atletas israelitas – e todas as atletas da WTA, incluindo os de áreas de conflito em todo o mundo. Oramos pela recuperação dos feridos, pela cura das comunidades afetadas e pela paz na região”, disse o comunicado.

No mesmo dia, a tunisiana Ons Jabeur expressou seu apoio ao povo palestino. Ela se solidarizou com as vítimas civis dos dois lados da Guerra e manifestou apoio à causa Palestina para a criação de um estado independente.

Nesta semana, o conflito também respingou na ATP, que não esperou muito para ver como iriam se desenrolar as coisas na região de Israel, agiu rapidamente e fez uma mudança de última hora em seu calendário, transferindo o ATP 250 de Tel Aviv, que aconteceria entre os dias 5 e 11 de novembro, para a cidade de Sófia.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE