PLACAR

Tsitsipas sobre lesão nas costas: “Foi difícil sair da cama”

Foto: Corinne Dubreuil/ATP Tour

Dubai (Emirados Árabes Unidos) – Pela segunda vez em três temporadas, Stefanos Tsitsipas encerrou o ano com a desistência do ATP Finals. Depois de sofrer com o cotovelo direito em 2021, o grego de 25 anos abandonou a mais recente edição do torneio que fecha a temporada masculina com uma lesão nas costas.

Ainda em fase final de recuperação, o jogador deu mais detalhes sobre o ocorrido e revelou ter tido dificuldades até mesmo para se levantar da cama. “A lesão foi dolorosa, muito dolorosa, porque não consegui terminar o último torneio do ano e teve um grande impacto no meu corpo. Nos dias seguintes, tive dificuldade em acordar e sair da cama. Na verdade, a dor que senti durante uma ou duas semanas foi muito forte”, disse ao Adelaide Advertiser.

Visando o início da próxima temporada, o número 6 do mundo já iniciou os trabalhos de pré-temporada e está treinando em Dubai ao lado da namorada Paula Badosa. Segundo Tsitsipas, ele ainda não está totalmente recuperado, mas já há uma boa evolução em seu quadro. “Está melhorando. Estou fazendo muitas coisas todos os dias para reduzir ao máximo a dor que sinto e o mais rápido possível para voltar ao normal. Isso levará um pouco de tempo. Ainda não estou 100%”, afirmou.

Atual vice-campeão em Melbourne, o grego terá como primeiro compromisso em 2024 a participação na United Cup, juntando-se em Sydney a Maria Sakkari, Stefanos Sakellaridis, Despina Papamichail, Valentini Grammatikopoulou e seu irmão Petros. A Grécia está no Grupo B com Canadá e Chile. Os gregos estreiam contra os chilenos no dia 2 de janeiro, quando Tsitsipas deverá encarar Nicolas Jarry no segundo jogo do confronto. Já no dia seguinte, ele abre a programação contra Félix Auger-Aliassime.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE