PLACAR

Tranquilidade fora da quadra mudou Davidovich

Alejandro Davidovich Fokina fez outra grande partida em Toronto
Foto: Mike Lawrence/ATP

Toronto (Canadá) – Não é apenas o sucesso sobre o piso sintético, que ficou mais acentuado nesta temporada, que chama a atenção sobre o espanhol Alejandro Davidovich Fokina. Costumeiramente explosivo, ele se mostra mais focado em Toronto e isso, nas suas próprias palavras, tem sido essencial para ter atingido novamente uma semifinal de Masters 1000.

“Estou mais relaxado fora de quadra e isso tem sido a chave que me dá muito poder quando entro para jogar”, garantiu ele. “Fico agora muito tranquilo quando estou jogando, estou lá para curtir e ganhar todos os pontos”. Em sua ótima campanha no torneio canadense, ele atropelou o alemão Alexander Zverev e ganhou uma partida duríssima contra Casper Ruud, em que perdia no terceiro set.

“Para ser honesto, procuro jogar cada ponto, não me concentro se quero ganhar o set ou se quero ganhar o jogo. Continuo focando para ganhar cada ponto”, tentou explicar. “Acho que estou jogando melhor agora do que Indian Wells”, afirmou, comparando as quartas de final inéditas em março.

Em entrevista concedida no começo da semana ao Tennis Channel, Davidovich revelou que passou o verão lendo muitos livros e foi isso o que potencialmente o mudou. “Aprendi principalmente a ser humilde. Andava muito nas nuvens, agora estou mais na terra, com os pés no chão. Mudei minhas rotinas. Acordo calmo, vou para o banho e tomo o café sem tocar no celular. Me afastei das redes sociais, estou mais em paz com o mundo”.

Finalista em Monte Carlo no ano passado, Davidovich tentará sua segunda final de Masters 1000 na tarde deste sábado contra o australiano Alex de Minaur, contra quem lidera por 3 a 0 nos confrontos diretos, sendo duas no saibro e a mais recente na grama, em Queen’s do ano passado.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE