PLACAR

Torcida empurra e Osorio derruba a bicampeã Maria

Camila Osorio (Foto: Copa Colsanitas Zurich)

Bogotá (Colômbia) – Em uma sexta-feira com quatro jogos longos e três viradas, a torcida colombiana ficou até o fim da rodada do WTA 250 de Bogotá para apoiar a jogadora da casa, Camila Osorio. Vencedora do torneio em 2021 e atual 85ª do ranking, Osorio teve grande atuação contra a alemã Tatjana Maria, bicampeã e vinda de 14 vitórias seguidas na Colômbia, marcando as parciais de 1/6, 6/3 e 6/3 em 1h49 de partida.

Osorio devolve a derrota sofrida para Maria no Australian Open deste ano. A jovem colombiana de 22 anos e ex-número 33 do mundo vai em busca de sua quarta final de WTA. Além do título nas quadras de saibro da capital de seu país, ela também tem dois vices no piso duro, em Monterrey e Tenerife. Já Tatjana Maria segue na América do Sul e virá ao Brasil para o confronto da Billie Jean King Cup da próxima semana.

Depois de um primeiro set amplamente dominado por Maria, que conseguiu três quebras, Osorio venceu uma segunda parcial de muitos altos e baixos. Foram oito quebras no set, 5 a 3 para a colombiana. Conforme a partida avançava, Osorio foi lidando cada vez melhor com os constantes slices de forehand da alemã, usava bolas mais fundas, com quique mais baixo e foi frustrando a rival. Ela abriu 4/0 no último set e se manteve à frente até o fim.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

A colombiana enfrenta na semifinal a italiana Sara Errani, ex-top 5 e atual 117ª do ranking aos 36 anos, que derrotou a romena Irina Bara por 4/6, 6/2 e 6/3. Finalista de Roland Garros em 2012, Errani tem nove títulos no circuito da WTA, o mais recente no ano de 2016 em Dubai. Ela não alcançava uma semifinal de WTA desde então. A italiana venceu os dois duelos anteriores contra Osorio, em 2019 e 2020.

Bouzkova sobrevive a duelo de 3h
Principal cabeça de chave em Bogotá, a tcheca Marie Bouzkova sobreviveu a um duleo de 2h58 contra a alemã Laura Siegemund por 2/6, 6/2 e 7/5. A jogadora de 25 anos e atual 42ª do ranking tem um título de WTA, conquistado em Praga em 2022 e busca sua sexta final da carreira. “Estava com saudade desses jogos malucos. Muito obrigada por tanto apoio essa noite!”, escreveu Bouzkova em suas redes sociais.

A adversária de Bouzkova na semifinal deste sábado será a russa Kamilla Rakhimova, de 22 anos e 92ª do ranking, que virou o jogo contra a espanhola Cristina Bucsa, 75ª colocada, por 0/6, 6/4 e 7/5. Rakhimova, que já foi 65ª do mundo em junho do ano passado, busca sua primeira final na WTA.

4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Márcio
Márcio
1 mês atrás

Na torcida pela colombiana!! Vamoooooo!!

João Sawao ando
João Sawao ando
1 mês atrás

Torcendo pela osorio

Paulo A.
Paulo A.
1 mês atrás

Caramba! Jogos empolgantes e maratônicos, bem no clima de dramas latinos.

Alexandre de Magalhães
Alexandre de Magalhães
1 mês atrás

Vamos Camila! No tênis sempre sou América Latina contra o resto do mundo.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE