PLACAR

Thiago Wild: “2023 foi o melhor ano da minha vida”

Porto Feliz (SP) – Depois de uma temporada passada muito ruim, amargando dura queda para a 418ª posição do ranking, o paranaense Thiago Wild deu volta a por cima em 2023 e teve o melhor ano de sua vida, segundo ele próprio. Em entrevista exclusiva a TenisBrasil durante evento em Porto Feliz, no interior de São Paulo, o jogador de 23 anos fez um balanço dos últimos 12 meses e falou sobre os planos para 2024.

“Eu tive o melhor ano da minha vida. Fiquei muito feliz com os meus resultados, com as minhas minhas vitórias, fui muito consistente”, destacou Wild, que conquistou quatro títulos de challenger, seu recorde em uma única temporada, e chegou à terceira rodada em Roland Garros depois vencer na estreia o então número 2 do mundo Daniil Medvedev. Ele também fez sua estreia no top 100, atingiu o melhor ranking da carreira (74º) e terminou o ano na 79ª colocação.

Segundo o brasileiro, o ponto mais importante para essa ascensão em 2023 foi a ida para a Argentina na metade do ano, onde foi muito bem recebido e se sentiu em casa. “Essa mudança para a Argentina influenciou bastante no meu jogo e na minha tática, principalmente na minha maturidade dentro da quadra. Acho que consegui evoluir muito com as pessoas que estavam do meu lado, viajando todas as semanas comigo”. Wild segue orientado pelo treinador Duda Matos, que é seu principal parceiro de viagens e torneios.

“O carinho que recebi da minha equipe foi o principal motivo para minha evolução. Eles estiveram do meu lado o tempo inteiro, me cobrando, acreditando em mim e fazendo com que eu conseguisse acreditar em mim mesmo. Então essa melhora fora da quadra se dá muito ao meu redor, às pessoas que estão comigo e aos valores que eles trabalham junto comigo”, explicou.

Considerando chaves principais e qualificatórios, Thiago Wild disputou 26 torneios em 2023, sendo 20 no saibro, um na grama e cinco no piso duro. Nesta reta final de temporada, ele jogou quatro ATPs em quadras rápidas cobertas (Estocolmo, Basileia, Paris-Bercy e Metz), uma novidade na carreira. Para ele, foi uma oportunidade de ver o que precisa melhorar em seu jogo.

“A experiência de jogar no piso duro coberto foi muito legal. Acho que agora preciso evoluir e me adaptar melhor a esse tipo de quadra, principalmente coberta. É um piso que eu gosto, mas o jogo dentro do top 100 nessa superfície é bem diferente, e ainda preciso evoluir bastante”, admitiu, reforçando a importância de jogar nessas condições. “Acho que todo jogador que chega nessa fase gostaria de se aventurar em torneios maiores, e foi o que fiz. Uma experiência que só vai agregar para o ano que vem” acrescentou.

Por falar em 2024, Wild afirma que ainda não estabeleceu metas quantitativas, mas que almeja manter a mesma pegada desta temporada. “Ano que vem não tenho uma meta de ranking estabelecida ainda e preciso alinhar com a minha equipe e comigo mesmo, conter as expectativas e trabalhar bastante para ter um ano consistente como foi em 2023.”

4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Daniel Macedo
Daniel Macedo
2 meses atrás

 “Todo mundo viu o que aconteceu e me choca um pouco que de repente a pessoa ganha um, dois, três jogos e simplesmente todo mundo esquece o que a pessoa fez. Mas é o nível de importância que as pessoas dão no Brasil para a violência contra a mulher”
Thayane Lima, 2023.

Sandro Paixão
Sandro Paixão
2 meses atrás

Que 2024 seja melhor ainda !!!

Christiano
Christiano
2 meses atrás

Está fazendo certinho a preparação pra temporada 2024, jogando interclubes na Argentina e fazendo um bom alinhamento com o técnico dele Duda Matos/Sebá Gutierrez. Não teve ótimos resultados na quadra dura indoor na Europa, mas vai melhorar bastante pra 2024 pra ter bons resultados nesse piso, seja indoor ou outdoor. Quanto aos processos dele, vale lembrar que os processos envolvendo violência física e psicológica contra a ex-companheira dele foram arquivados no TJ-RJ, onde estão correndo apenas os processos de Pensão movido por ela contra ele, e de Extorsão movido por ele contra ela.

Márcio
Márcio
2 meses atrás

360 graus em relação a 2022! Acredito que em 2024 o Thiago irá jogar ainda melhor!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE