PLACAR

Tênis britânico comemorou mais de 200 títulos em 2023

Foto: AELTC

Londres (Reino Unido) – Considerado uma das potências mundiais do tênis, o Reino Unido comemorou 214 títulos profissionais de seus atletas ao longo da temporada 2023, nos mais diversos níveis de torneios. Segundo levantamento da LTA, entidade que rege a modalidade no país, foram ao todo oito conquistas de Grand Slam e 70 troféus somente nas provas em cadeiras de rodas.

Nos Grand Slam, o tênis britânico faturou dois títulos nas duplas masculinas. Neal Skupski foi campeão de Wimbledon ao lado do holandês Wesley Koolhof, naquela que foi sua primeira conquista na prova masculina. Por sua vez, Joe Salisbury e o local Rajeev Ram conquistaram o tricampeonato consecutivo do US Open, aumentando para quatro a coleção de troféus da dupla em Majors. Eles também ficaram com o título do ATP Finals nesta temporada.

Mas o grande nome do país nos quatro maiores torneios do calendário foi sem dúvida Alfie Hewett. O jogador de 26 anos comemorou nada menos do que cinco títulos de Slam em cadeiras de rodas: faturou as simples em Melbourne e Nova York, e foi campeão nas duplas masculinas ao lado do compatriota Gordon Reid no Aberto da Austrália, Roland Garros e Wimbledon. Para completar, Andy Lapthorne levantou o seu 16º troféu de Slam na categoria Quad, ao vencer o US Open com o sul-africano Donald Ramphadi.

Na WTA, a atual número 1 britânica Katie Boulter ganhou seu primeiro título de simples na elite, triunfando na grama de Nottingham. Enquanto isso, no masculino, Cameron Norrie foi quem conquistou o maior título individual do país no ano, ao ser campeão do ATP 500 do Rio de Janeiro. Já Andy Murray voltou levantar um troféu após quatro anos, faturando três challengers.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE