PLACAR

Tabilo vira contra Moutet e enlouquece torcida em Santiago

Alejandro Tabilo (Foto: Chile Open)

Santiago (Chile) – Um dia depois de um jogo tumultuado contra o número 1 local Nicolas Jarry, o irreverente francês Corentin Moutet teve de enfrentar outra vez a ruidosa torcida chilena. Chegou a ter quebra na frente no terceiro set, mas permitiu notável reação de Alejandro Tabilo, que levou a melhor no duelo de canhotos e levou o estádio ao delírio ao anotar as parciais de 4/6, 6/4 e 7/5.

Tabilo, de 26 anos, tentará assim o segundo título de ATP desta temporada. Ele começou o ano em grande estilo ao conquistar o torneio de Auckland. Ele vinha com participação discreta no saibro sul-americano, tendo perdido na segunda rodada de Buenos Aires e na estreia do Rio Open, pouco depois de ganhar dois importantes jogos na Copa Davis diante do Peru.

Atual 51º do ranking, dois posições acima do seu recorde pessoal, Tabilo irá subir 12 importantes posições no ranking e chegará pelo menos ao 39º lugar. Seu adversário na final deste domingo sairá do duelo noturno entre o argentino Sebastian Baez, campeão no Rio, e o espanhol Pedro Martinez. Em caso de título, o chileno avançará então ao 35º posto.

A primeira semifinal gerou grande expectativa por conta da pressão sofrida por Moutet na sexta-feira, quando tirou Jarry sob muita influência da torcida. Ainda assim, conseguiu quebra no final do primeiro set e saiu ainda com 1/0 e saque a favor na série seguinte, em partida recheada por longas trocas de bola e alguns lances de habilidade. Tabilo perdeu 0-40 no quarto game, mas concretizou a quebra no 10º, levando ao terceiro set e incendiando o público.

Moutet mostrou outra vez grande capacidade de concentração, fez 4/2 e sacou para 5/3, mas não sustentou o saque em momento em que o chileno mostrou paciência para trabalhar cada ponto. Com 5/6 e sob muita pressão, o francês cedeu 15-40, ainda se salvou, mas Tabilo mostrou-se agressivo na hora certa para concretizar a grande virada.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da rápida final masculina de Miami

Collins segura os nervos e bate Rybakina: veja o melhor da final

PUBLICIDADE