PLACAR

Swiatek larga com vitória no WTA 1000 de Pequim

Foto: China Open

Pequim (China) – Tentando dar a volta por cima após não conseguir ir longe na semana passada em Tóquio, a polonesa Iga Swiatek largou no WTA 1000 de Pequim com uma firme vitória sobre a espanhola Sara Sorribes, precisando de 1h35 para derrotar sua primeira adversária na competição, contra quem marcou parciais de 6/4 e 6/3.

Na segunda rodada, ela terá pela frente a francesa Varvara Gracheva, que um dia antes havia derrotado a russa Anastasia Potapova em três sets. Será a primeira vez que Swiatek medirá forças com a atual 47 do mundo, de 23 anos, que nasceu em Moscou, mas se naturalizou francesa neste ano.

Quem também confirmou favoritismo foi a francesa Caroline Garcia, cabeça de chave número 9, que derrotou a quali ucraniana Kateryna Baindl em sets diretos, com o placar final de 6/2 e 6/4, depois de 1h14 de jogo. Ela terá pela frente a complicada cazaque Yulia Putintseva.

A russa Daria Kasatkina foi outra favorita que estreou com vitória, mas teve mais trabalho e precisou de três sets para superar a Mayar Sherif de virada, marcando parciais de 1/6, 6/4 e 7/6 (10-8), em batalha de 2h50. Na segunda rodada, a 11ª pré-classificada medirá forças com a tenista da casa Xinyu Wang, que bateu a veterana russa Vera Zvonareva por 6/4 e 6/3.

Desistências na segunda rodada

Já pela segunda rodada, duas partidas foram definidas com desistências. O duelo entre Jelena Ostapenko e Linda Noskova sequer viu as tenistas entrarem em quadra, com a jovem tcheca abandonando o torneio antes. Cabeça de chave 13, a letã espera agora pela norte-americana Jessica Pegula ou pela russa Anna Blinkova nas oitavas de final.

A norte-americana Jennifer Brady até começou sua partida contra a polonesa Magda Linette, mas após quatro games disputados, quando a rival vencia por 3/1 no primeiro set, ela abandonou e deixou a vaga nas oitavas com Linette, que após eliminar a bielorrussa Victoria Azarenka na estreia pode encarar outra ex-número 1 na próxima rodada, em que cruza com Swiatek ou Gracheva.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE