PLACAR

Swiatek e Rybakina avançam em Doha e estão nas quartas

Foto: Jimmie48/WTA

Doha (Qatar) – As duas principais estrelas entre as jogadoras que chegaram nas oitavas de final do WTA 1000 de Doha confirmaram o favoritismo e se garantiram nas quartas. Tanto a polonesa Iga Swiatek quanto a cazaque Elena Rybakina, respectivamente cabeças de chave 1 e 3, venceram nesta quarta-feira e seguem firme na competição, podendo se cruzar em uma eventual final.

Depois de deixar apenas dois games na estreia contra a romena Sorana Cirstea, Swiatek teve um pouco mais de trabalho contra a russa Ekaterina Alexandrova, mas também venceu em sets diretos, marcando parciais de 6/1 e 6/4, em 1h30 de confronto. Ela espera agora pela vencedora do duelo entre a bielorrussa Victoria Azarenka e a letã Jelena Ostapenko.

O primeiro set foi dominado pela polonesa, que salvou dois break-points no primeiro game e depois abriu 3/0. Com uma nova quebra no sexto, ela fechou a parcial cedendo apenas um game. Alexandrova elevou o nível no segundo set, mas não o suficiente para evitar a derrota, levou um break solitário no sétimo game e então viu Iga administrar a vantagem até o fim.

“Não estava tão focada no placar, vitórias são vitórias. Mas fico feliz por ter conseguido pressionar minha adversária hoje e fechar a partida em dois sets. Isso significa que estou jogando de forma sólida”, disse Swiatek, que liderou a estatística de winners por 21 a 19 e cometeu 21 erros não-forçados contra 31 da rival. A polonesa não sofreu quebras, escapando de todos os oito break-points que enfrentou, dois deles no último game da partida.

Iga tenta se tornar a primeira tenista a vencer Doha três vezes. Campeã nos dois últimos anos, ela está empatada com Anastasia Myskina (2003 e 2004), Maria Sharapova (2005 e 2008), Victoria Azarenka (2012 e 2013) e Petra Kvitova (2018 e 2021), todas com dois títulos no torneio, que é disputado desde 2001. “Na primeira vez que joguei aqui, ninguém me conhecia, e a cada ano vejo mais bandeiras. É muito bom receber esse apoio”, comentou a jovem jogadora de 22 anos.

Rybakina avança com 10 aces e 55 winners 
Um pouco mais cedo, Rybakina teve trabalho bem maior para seguir adiante, precisando de três sets e 2h09 para derrotar a norte-americana Emma Navarro com parciais de 6/1, 6/7 (6-8) e 6/4 em 2h09 de partida. A cazaque largou bem e dominou o primeiro set, chegou a ficar uma quebra atrás no segundo, se recuperou, mas perdeu no tiebreak, e no terceiro conseguiu uma quebra solitária para selar a vitória.

Rybakina contou com seu ótimo saque e a potência de seus golpes de fundo, para fazer 10 aces e 55 winners, contra apenas 20 da norte-americana. Nas quartas, a cazaque terá pela frente a canhota canadense Leylah Fernandez, que após tirar a cabeça de chave 12 Liudmila Samsonova e então a espanhola Paula Badosa, nesta quarta-feira derrotou a chinesa Qinwen Zheng em sets diretos, com o placar final de 7/5 e 6/3. Será a primeira vez que as duas medirão forças no circuito profissional.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE