PLACAR

Stefani e Pigossi avançam à final de duplas no Pan

Foto: Sergio Llamera/ITF

Santiago (Chile) – A parceria entre Luísa Stefani e Laura Pigossi garantiu a primeira medalha para o tênis brasileiro nos Jogos Pan-Americanos de Santiago. Elas reeditaram a dupla medalhista de bronze nos Jogos de Tóquio e avançaram à final na capital chilena, vencendo as tenistas da casa Alexa Guarachi, ex-top 20 de duplas, e Fernanda Labraña por 6/2 e 6/3 em 1h16 de partida.

Depois de um início de partida difícil e com games longos, Stefani e Pigossi assumiram o controle do jogo, principalmente ao explorar as fragilidades no jogo de Labraña. Desde o 2/2 do primeiro set, as brasileiras venceram cinco games seguidos. Um voleio errado por Guarachi definiu o set.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

A dupla chilena só voltou a confirmar o serviço no início da segunda parcial. Empurradas pela torcida, as tenistas da casa fizeram 3/2 no placar, conquistando uma quebra, mas as brasileiras buscaram o empate de imediato, num momento de instabilidade da ex-top 20 que fez uma sequência de duplas faltas. As brasileiras voltaram a quebrar no oitavo game e Stefani definiu a disputa em seu saque.

Duelo com colombianas na final, Pigossi também na semi de simples
Pigossi e Stefani enfrentam na final deste sábado às 17h30 (de Brasília) as colombianas Maria Fernanda Herazo e Maria Paulina Perez, que venceram as argentinas Lourdes Carlé e Julia Riera por 7/6 (7-5), 2/6 e 10-5.

Brasileira mais bem colocada no ranking de duplas da WTA, Luísa Stefani é a atual 14ª do mundo. Ela também está na semifinal de duplas mistas, ao lado de Marcelo Demoliner. O jogo será ainda nesta sexta-feira contra a dupla argentina de Martina Capurro e Facundo Diaz Acosta.

Já Laura Pigossi também terá no sábado às 11h a semifinal de simples, valendo uma vaga olímpica em Paris. A paulistana de 29 anos é a número 2 do país e 125ª do mundo e enfrentará a argentina Julia Riera, 157ª colocada.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE