PLACAR

Stefani conta com queda da parceira e volta ao top 10

Foto: Jimmie48/WTA

Miami (EUA) – A paulista Luísa Stefani voltou a figurar no top 10 do ranking de duplas da WTA nesta segunda-feira. Curiosamente, ela se beneficiou com a queda de sua parceira, a holandesa Demi Schuurs, que perdeu duas posições, já que defendia pontuação de título em Stuttgart, e caiu da 10ª para a 12ª colocação.

Stefani subiu de 11ª para a 10ª e com isso pode garantir vaga nos Jogos Olímpicos de Paris, uma vez que duplistas top 10 da WTA e da ATP têm direito a um lugar na chave olímpica desde que possuam uma parceria do mesmo país que esteja dentro do top 300.

Basta agora que a paulista de 26 anos se mantenha entre as 10 melhores do mundo para assegurar seu lugar nos Jogos de Paris, embora uma parceria com a conterrânea Beatriz Haddad Maia, atual 22 do mundo nas duplas, não deva ter dificuldade em entrar na lista.

Além de Luísa (10º) e Bia (22ª), o Brasil conta com mais uma top 100 no ranking de duplas, a carioca Ingrid Martins, que perdeu duas posições nesta segunda-feira e agora é a 57ª do mundo. Depois dela, as melhores são Laura Pigossi (294ª) e Ana Candiotto (303ª).

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Bukele
Bukele
1 mês atrás

Vai ter uma dupla feminina brasileira na Olimpíada e é a única chance real de ganhar medalha. Nas simples é impossível a não ser que seu país tenha um tenista top 10. Duplas masculinas só se o Matos fizer um milagre gigante. Duplas mistas é tão randômico que não dá pra apostar nada.

Márcio Weigan
Márcio Weigan
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Não captei o “randômico” em relação às duplas mistas, porém no restante é exatamente o que eu acho.
Creio ser improvável a participação da Bia na disputa de simples.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE