PLACAR

Sinner destaca crescimento na rivalidade com Alcaraz

Foto: Peter Staples/ATP Tour

Indian Wells (EUA) – Jogador do momento na ATP, o italiano Jannik Sinner ainda não sabe o que é perder neste ano. Na última quinta-feira, ele venceu a 16ª seguida em 2024, batendo o tcheco Jiri Lehecka em sets diretos, com duplo 6/3. Questionado se poderia repetir o sérvio Novak Djokovic, que venceu as 41 primeiras partidas de 2011, o atual número 3 do mundo preferiu colocar os pés no chão.

“Conheço as estatísticas, mas naquela época eu tinha apenas 10 anos e não acompanhava tanto o tênis e sim mais o esqui e o futebol. Não podemos comparar isso com o que fizeram o Big 3 ou Big 4, pois eles são jogadores de um nível diferente e mostraram isso por anos. Apenas quero construir minha história e é isso”, afirmou o italiano.

O próximo obstáculo em seu caminho será o espanhol Carlos Alcaraz, contra quem já jogou sete vezes e ostenta uma leve vantagem no retrospecto, com quatro vitórias e três derrotas. O italiano venceu os dois últimos duelos, mas no ano passado perdeu para o rival em Indian Wells, também pelas semifinais.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

“É sempre legal jogar contra Carlos, somos bons amigos fora de quadra. Em quadra, vou tentar dar tudo de mim. Ele tem uma grande atitude e geralmente joga bem. No ano passado nos enfrentamos aqui e ele me pressionou muito, aí duas semanas depois jogamos em Miami e eu venci. Vamos ver no que vai dar”, comentou Sinner, que se inspira não apenas no espanhol para seguir evoluindo.

“Não é apenas Carlos, há outros jogadores que me fazem crescer como tenista. Quando você atinge esse nível, você tem que trabalhar e buscar coisas diferentes. Com certeza ele pode mudar algumas coisas tentando me vencer. Eu tenho que estar pronto, mas se ele me vencer, terei que trabalhar novamente em pequenos detalhes. Eu acho isso muito bom e legal de ver”, acrescentou.

Sobre o duelo com Lehecka, o italiano se mostrou satisfeito com o que mostrou. “Hoje as condições estavam um pouco diferentes, estava ventando no começo, mas consegui lidar com aquele. Ele é um grande jogador, com um potencial enorme, consegui bater bem dos dois lados e estava sacando muito bem, sem me dar ritmo. Por isso fico feliz com meu desempenho”, analisou.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Fernando Venezian
Fernando Venezian
29 dias atrás

É o duelo do melhor jogador da atualidade (o italiano) contra o mais versátil (Carlos)! Se fosse há um mês atrás, apostaria no Sinner, todavia o Carlitos parece que ajustou seu vasto arsenal de golpes e reencontrou o equilíbrio! Partida sem favorito!

Marcos Antonio
Marcos Antonio
29 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

Perfeito!

Gpl
Gpl
28 dias atrás

Sinner será em breve o número um do tênis. Bem em todos os fundamentos e, principalmente, na cabeça, além de não quere ser estrelinha como alguns.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da rápida final masculina de Miami

Collins segura os nervos e bate Rybakina: veja o melhor da final

PUBLICIDADE