PLACAR

“Seguir acreditando foi a chave”, destaca Pigossi

Foto: Luiz Cândido/CBT

Pequim (China) – A paulista Laura Pigossi mostrou poder de recuperação nesta sexta-feira em sua estreia no quali do WTA 1000 de Pequim. Depois de entrar de última hora na disputa, chegando em cima para o torneio, ela levou um ‘pneu’ no primeiro set da estreia, mas se recuperou e buscou a virada contra a bielorrussa Aliaksandra Sasnovich.

“Jogo duro, condições muito difíceis pra mim porque eu decidi vir de última hora, cheguei aqui na China hoje mesmo. Comecei o jogo bem lenta, estava muito torpe, parecia que eu via três bolas, meu olho ardia, mas eu queria muito e não ia desistir de tentar”, contou a número 2 do Brasil e 125 do mundo.

“Seguir acreditando foi a chave, fui ficando no jogo e as coisas começaram a acontecer. Talvez em dois momentos tenha jogado bem: no final do segundo set e no 5/4 do terceiro. O resto eu tentava colocar a bola em quadra e correr de um lado para o outro”, acrescentou Pigossi.

Depois de perder os sete primeiros games contra Sasnovich, 82ª colocada na WTA, com quebra de desvantagem no começo do segundo set, Laura se recuperou e venceu de virada com parciais de 0/6, 7/6 (7-4) e 6/4. Ela agora terá pela frente a norte-americana Peyton Stearns, 47ª colocada e cabeça de chave 1 do qualificatório.

Vitória no quali rende 20 pontos no ranking para a brasileira
A brasileira entrou no quali após as desistências da russa Diana Shnaider e da argentina Nadia Podoroska, envolvidas nas semifinais de Ningbo também nesta sexta-feira. Pela vitória na estreia, a ex-top 100 conseguiu 20 pontos na WTA e pode fazer mais 10 se vencer mais uma.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE