PLACAR

Samsonova supera rodada dupla e é campeã na Holanda

Liudmila Samsonova (Foto: Libema Open)

‘s-Hertogenbosch (Holanda) – Com duas vitórias no mesmo dia, a russa Liudmila Samsonova conquistou neste domingo o título do WTA 250 de ‘s-Hertogenbosch. Depois de completar sua vitória na semifinal diante da compatriota Ekaterina Alexandrova, em jogo iniciado no sábado e interrompido por causa da chuva, ela voltou à quadra poucas horas depois para derrotar de virada a canadense Bianca Andreescu, marcando as parciais de 4/6, 6/3 e 7/5 em 2h34 de partida.

Pelo terceiro ano consecutivo, o título do torneio fica com uma jogadora russa, já que a própria Alexandrova havia levantado a taça nas duas últimas edições. Samsonova, por sua vez, chega à quinta conquista da carreira e a primeira desde 2022, quando triunfou em Washington, Cleveland e Tóquio. Ela também venceu em Berlim na temporada anterior. Atual 15ª colocada, a jogadora de 25 anos não sairá do lugar mesmo com o título.

Andreescu segue com incômodo jejum

Ex-número 4 do mundo e campeã do US Open de 2019, Bianca Andreescu continua sem ganhar um título desde aquela inesquecível campanha em Nova York. Aniversariante do dia, a canadense de 24 anos tem três troféus em sua galeria, tendo vencido também há cinco temporadas os WTA 1000 de Indian Wells e Toronto. De lá para cá, ela havia disputado apenas mais duas finais, ficando com o vice no piso sintético de Miami em 2021 e na grama de Bad Homburg em 2022.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Vale destacar, no entanto, que Andreescu sofreu com uma série de lesões nesse período e chegou a ficar afastada das quadras por nove meses, entre agosto de 2023 e maio de 2024. Seu retorno aconteceu há menos de um mês em Roland Garros, onde chegou à terceira rodada. Agora, logo em seu segundo torneio nesta retomada ao circuito, ela volta a disputar uma final e mostrar que pode desempenhar um bom nível de tênis.

Atualmente apenas na 228ª colocação, a canadense dará um ótimo salto no ranking com a campanha em ‘s-Hertogenbosch, assumindo o 163º lugar, ainda bem distante do quarto posto obtido em outubro de 2019.

Andreescu começa melhor, cai de rendimento e Samsonova vira

Os primeiros movimentos da decisão deste domingo mostrou uma Bianca Andreescu determinada a vencer. Depois de assustar Samsonova logo na abertura, desperdiçando um break-point, a canadense obteve a primeira quebra do jogo no terceiro game. Apesar de permitir o empate da russa na sequência, ela voltou a abrir frente no quinto game e sustentou a vantagem até o final sem ser ameaçada. Destaque para os 75% dos pontos ganhos com o primeiro serviço da ex-top 4.

Já no segundo set, a situação mudou completamente e Samsonova rapidamente abriu 3/0. Nesse momento, Andreescu pediu atendimento médico e foi para os vestiários. A parada chegou a surtir algum efeito quando a partida foi retomada, com a canadense devolvendo a quebra e diminuindo a diferença para 3/2. Porém, Samsonova tratou de se impor novamente, superou o serviço da adversária pela segunda vez e não deu mais chances para uma nova reação, levando a definição para o terceiro set.

Embalada após o empate, Samsonova seguiu confiante e melhor no jogo, exigindo bastante de Andreescu em seus games de serviço. Assim, a quebra não demorou muito para vir, acontecendo no terceiro game da parcial. A russa se manteve à frente até o 4/3, quando Andreescu deixou tudo igual novamente e na sequência salvou três break-points para virar o placar.

Mesmo diante da eminente virada da adversária na reta final do jogo, Samsonova não se rendeu e buscou um novo break no 11º game. Na sequência, ela sacou para o título e concretizou a conquista com uma bela passada de esquerda na paralela.

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
JBG
JBG
1 mês atrás

Que faseee… Canadense Bianca Andreescu tem um belo tênis e saca muito. Apesar de todos esses excelentes triunfos na carreira. Mas está se recuperando, essa final foi fundamental para dar confiança mais adiante.

JBG
JBG
1 mês atrás

Liudmila Samsonova desta vez rodada dupla funcionou. Lembro de uma rodada parecida com isso jogando final de simples contra Jéssica Pegula que infelizmente perdeu, depois de jogado final de duplas e sair correndo há tempo para final de simples. Lembro bem disso, não lembro o torneio se era Master 1000 Cinccinate, estava exausta, inclusive no discurso do torneio Jéssica elogiou bastante o esforço da guerreira Liudmila. Gosto muito do jeito que ela joga Samsonova, muito inteligente e perigosa em quadra, costuma atropelar adversárias que estiverem vendo borboletas em quadra. Parabéns Lud.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE